Peixe já descarta jogos em Pirapora e pode trazer mando de campo para Montes Claros

IMPEDIMENTO ESTÁ no pouco tempo e nos custos para as adequações do Estádio Municipal Octaviano Alkmim; outra opção é mandar partidas no Triângulo

Estádio Municipal em condições de receber somente treinos; para jogos não há tempo para adequações (Divulgação)
A DIRETORIA do Pirapora Futebol Clube já assimilou a possibilidade de não jogar em sua cidade durante o Campeonato Mineiro da Segunda Divisão. O motivo estaria no pouco tempo para atendimento às adequações exigidas pela Federação Mineira de Futebol para liberar o Estádio Octaviano Alkmim.

O CAMPEONATO começa no dia 10 de agosto e o PFC cogita mandar suas três partidas da primeira fase em alguma cidade do Triângulo Mineiro, já que houve a regionalização da chave com os clubes de lá. Curiosamente, a outra opção seria Montes Claros, que chegou a cogitar dois clubes para a disputa (Funorte e Montes Claros Esporte Clube), mas nenhum deles se inscreveu neste ano.

O ESTÁDIO José Maria Melo está liberado pela FMF para receber as partidas do estadual Sub-17 e Sub-15 e atenderia à necessidade do Peixe Barranqueiro.

“AS EXIGÊNCIAS são das mais diversas para segurança e condições de jogo, o que exigiria tempo e recursos e, por enquanto, não há como atender todas de uma vez para que os jogos aconteçam aqui em Pirapora”, explica ao blog o presidente do clube, Luiz Pereira, que reconheceu a limitação financeira para dar conta do caderno de encargos.

SOBRE QUAL seria a sede ideal para os jogos, Luiz disse que analisará quais as cidades têm estádios aprovados pela FMF e, ainda, em quais delas os custos com as viagens seriam os mais em conta. “A rivalidade é fora de campo. Vou pedir sugestões até mesmo aos dirigentes dos outros clubes da chave para analisar a melhor opção para o Pirapora mandar as suas partidas”, completou. Com a previsão de gastos com mais viagens, ele espera maior apoio local para ter receita suficiente.

O PEIXE Barranqueiro está na Chave B da Segundona Mineira ao lado do Mamoré (Patos de Minas) – seu adversário na estreia do dia 10 de agosto, forsa de casa –, Sociedade Esportiva Patrocinense (Patrocínio) e Araguari, da cidade de mesmo nome.

TESTES

ATÉ A próxima semana, o Pirapora deverá apresentar a comissão técnica definitiva. Por enquanto, o próprio Luiz Pereira vem acumulando as funções de dirigente e treinador. Os trabalhos físicos e táticos que aconteciam no campo do Clube Piracam foram transferidos para o Estádio Municipal, único campo com as dimensões oficiais, no período da tarde. Há possibilidade de dois jogos-treinos na semana que vem.

Nenhum comentário