Divulgar e conquistar adeptos: Aeromodelismo promove II exposição aberta ao público

EVENTO ACONTECE gratuitamente nesta sexta e no sábado, no Montes Claros Shopping Center, com réplica histórica de Santos Dumont



ESPORTE OU hobby? Se estiver disposto a conhecer de perto como é o aeromodelismo vai chegar à conclusão de que são as duas coisas. É o que propõe a II Exposição de Aeromodelos, com abertura na manhã desta sexta-feira, às 10 horas, no Montes Claros Shopping Center. O evento é gratuito e apresentará ao público quase vinte réplicas de aeronaves dos pilotos/sócios do Hobbymoc – Clube de Aeromodelismo da cidade.

A MOSTRA se estenderá até a noite de sábado e, entre os pequenos aviões de manobra e escala, jatos, drones e helicópteros, haverá também detalhes da história da aviação, como o “Demoiselle”, uma réplica feita de bambu e papel de seda que reproduz o primeiro avião desenhado e construído por Santos Dumont, em 1907. O aeromodelo propriamente dito surgiu ainda no século XIX, na França.

HOMOLOGADO PELA Confederação Brasileira de Aeromodelismo, o Clube Hobbymoc conta com pista própria, a 15 quilômetros do centro da cidade. São, em média, 30 associados que promovem encontros semanais, aos sábados e domingos, a partir das 12 horas. Os voos são regulados, com altitude máxima de 150 metros dependendo do tipo do modelo e longe de áreas habitadas.

Réplica de jato da Força Aérea Americana
ISRAEL ALMEIDA Júnior é o presidente do Clube e adianta que um dos objetivos da Exposição é divulgar o aeromodelismo, conquistar novos adeptos e incrementar o potencial da cidade para realizar eventos permanentes de demonstração e competições de voo. “Vamos apresentar um pouco de cada detalhe do Aeromodelismo”, explica à VENETA, ao destacar que a maior aeronave do clube, com 3,20 metros, será exposta.

Demoiselle, cópia da histórica aeronave de Santos Dumont (fotos: Santiago Charriton)
SEGUNDO ELE, as pequenas aeronaves controladas por rádio-controle são movidas a motores elétricos ou de combustão (alguns até com turbinas, no caso dos jatos, com a utilização de querosene). Os interessados terão acesso a informações sobre como se aderir ao clube, a começar pelos custos. O investimento inicial para ter um primeiro avião, modelo básico – de asa alta - e de fácil aprendizado na condução, que alcança 60 km/h, em média, gira em torno entre R$ 700 e R$ 800,00.


Com 3,20 metros, modelo é o maior do clube de aeromodelismo de Montes Claros (fotos: Divulgação)

“A VELOCIDADE alcançada depende do modelo. Um avião treinador com asa alta, acima da fuselagem, que estejam começando agora, alcança 50 Km/h. Já o avião com asa baixa, que fica abaixo do corpo da aeronave, ideal para quem já domina as técnicas, pode alcançar até 100 km/h num voo rasante. Importante destacar que os voos são sob visão, onde realmente até o olho alcança. O ideal, então, é cerca de 250 metros de distância do rádio-controle, com 50 metros, em média, de altura”, detalha o presidente do Hobbymoc.

Nenhum comentário