Técnico explica sobre saída do MCTC do Mineiro

TIME NÃO teve como custear despesas após a mudança de sede mais distante e foi eliminado por WxO




O FUTSAL adulto do Montes Claros Tênis Clube deixou a disputa do Campeonato Mineiro do Interior por desistência. A chave da semifinal foi disputada no fim de semana, em Pitangui, mas o time teve problemas na questão logística, não viajou e ficou de fora da briga pelas vagas ao quadrangular final. Na fase anterior, o MCTC havia conquistado a segunda colocação da chave C.

A VENETA conversou com uma fonte oficial. O técnico Geraldo Magela Durães, o Gezinho, explicou que as restrições para a equipe começaram quando houve a mudança de sede.

“A CHAVE seria disputada em Itabira, com a ajuda de custo de R$ 2,5 mil da cidade anfitriã para cada equipe, mas como não houve consenso na escola por causa do voto contrário do Nacional de Muriaé, a Federação foi obrigada a definir uma sede neutra (Pitangui) e, a partir daí, com os custos assumidos por cada equipe”.

AINDA CONFORME Gezinho, diante da projeção de aumento dos gastos, o time passou a procurar meios para custear as despesas com alojamento, alimentação e transporte. “Nós conseguimos a hospedagem e a alimentação faríamos uma permuta em Pitangui a partir dos mantimentos que conseguimos aqui, mas ficou pendente o transporte. A Prefeitura fez a licitação, mas não havia recursos. Tentamos o apoio de vereadores e de alguns empresários, mas não conseguimos”.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: