MC Vôlei endurece nos primeiros sets, mas não resiste ao sada na estreia do Mineiro

NOS DOIS primeiros sets, time conseguiu abrir vantagem de até cinco pontos, mas pesou maior entrosamento do rival e a eficiência da dupla cubana Simon e Leal
Argentino Zanotti (13) foi uma das bolas de segurança do Montes Claros na estreia (fotos: Renato Araújo/Sada)
A EXPECTATIVA em surpreender o favorito Sada/Cruzeiro até que funcionou em vários momentos, especialmente na primeira parte dos dois sets iniciais quando abriu vantagem de até cinco pontos, mas o Montes Claros Vôlei acabou não resistindo e perdeu na estreia do Campeonato Mineiro, sexta à noite, no Ginásio do Riacho, em Contagem. O Cruzeiro venceu por 3x0, parciais de 25/22, 25/21 e 25/20.

O MCV apresentou o novo uniforme, com camisa amarela e calções verdes (o líbero usou preto), mas ainda sem a marca da Cemig, patrocinador master anunciado no final da semana. Outra novidade foi a transmissão on-line do Jornal O Tempo, o que acontecerá ao longo de todo o campeonato. Foram 441 mil pessoas alcançadas em 45 países diferentes nas redes sociais YouTube e Facebook, além do site do próprio jornal.


DIANTE DO pouco ritmo de jogo na pré-temporada, os dois times cometeram erros incomuns no saque e na recepção, principalmente. Poucos foram os momentos de “rally” e contra-ataques. Sada e Montes Claros voltam a se enfrentar no sábado que vem, em Montes Claros, na sequência da primeira fase do Estadual. A diretoria já se pronunciou sobre o preço dos ingressos: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00, com venda na Drogaria Minas Brasil (Matriz), Líder Notebooks e escritório do MC Vôlei, ambos no Montes Claros Shopping Center.

BAIXAS

NÃO BASTASSE o desafio de encarar o currículo multicampeão do Cruzeiro e a base que mantém há vários anos, o MC Vôlei teve mais dificuldades do que o normal, diante dos desfalques provocados pela virose que acometeu grande parte do elenco. Quatro jogadores sequer viajaram de tão debilitados. Lorena, por exemplo, chegou a ficar hospitalizado e depois, em casa, permaneceu em repouso absoluto. Outros, como o central Tarcísio e o levantador Cristiano que dias antes à partida também estavam acometidos pelo mal-estar, entraram em quadra no decorrer do jogo.


Jogo marcou o lançamento das novas camisas: amarelo/verde e preto/amarelo, ainda em a marca da Cemig
SEM O oposto principal o líbero Alan, titulares absolutos, o time teve como respectivos substitutos Alemão e Vanderson. O restante do time inicial teve o levantador Sandro, os ponteiros Vivalde e Zanotti e os centrais Mudo e Isbel Mesa. No primeiro set, Com o saque forçando o passe do Sada, o MOC abriu 3-0 e se manteve à frente até a metade do set (8-7 e 16-13), mas o Cruzeiro melhorou a defesa e na bola curta de rede e no saque, conseguiu buscar o placar.
Jogo teve transmissão on-line pelo
jornal o Tempo, o que acontecerá em
todo o Campeonato Mineiro (reprodução)

NO SEGUNDO set, o Montes Claros soube aproveitar a instabilidade do levantador Uriarte e começou na frente (4-2) e na boa distribuição do levantador Sandro, com a exploração do bloqueio rival, ampliou para 12-7. Daí em diante, o Cruzeiro forçou ainda mais o saque para a quebra do passe montes-clarense. A rede, especialmente com o cubano Simon, foi eficiente no bloqueio e o equilíbrio voltou. O time azul recorreu de novo à bola curta com Éder Levi e Simon e conseguiu manter a vantagem até o final.

NO SET final, talvez pelo desgaste de alguns atletas que passaram pelo quadro de virose e sem alternativas na função de oposto, o Montes Claros mostrou sinais de cansaço. Não conseguiu manter o ritmo e a vantagem inicial dos outros sets não se repetiu. O Sada abriu 8-3 e se manteve à frente (14-8, 17-11, 21-16, 23-17 e 25-20) sem maiores dificuldades.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: