Temporada para o Montes Claros Vôlei termina oficialmente nesta sexta-feira

CLUBE AGORA faz balanço, não adianta planos nem nomes para a próxima sequência; entre 2016/2017 foram 19 vitórias e 22 derrotas


Temporada do Montes Claros encerra-se neste feriado, com a liberação de atletas e comissão técnica (fotos:Léo Pontes)
EM QUADRA, a temporada do Montes Claros Vôlei encerrou-se no último dia 25, com a derrota para o Vôlei Brasil Kirin por três sets a zero, em Campinas, com os paulistas fechando a série em 3/0 de um dos play-offs da Superliga Nacional 2016/2017. Mas, oficialmente, os trabalhos na temporada no clube terminam neste dia 21, feriado de Tiradentes, com a liberação dos jogadores e da comissão técnica diante do fim dos contratos e acertos. 

A EXPECTATIVA agora passa a ser pela reformulação do projeto. O gestor Andrey Souza falou com a VENETA nesta semana, mas não adiantou detalhes sobre o interesse do time sobre quais os atletas são prioridade para as renovações e como o MCV fará de agora em diante. Dias antes, ele havia falado sobre o interesse de alguns deles em ficar na cidade, mas sem citar nomes.

RECONHECE A concorrência do mercado, inclusive do exterior, por alguns dos destaques do time na temporada. Souza também foi perguntado pelo blog sobre qual seria o percentual de permanência do grupo e da comissão técnica para a temporada 2017/2018, mas não deu pistas sobre o assunto.

MAS, NOS bastidores, até então o time tem trabalhado em duas frentes para a manutenção do projeto, com reuniões com patrocinadores e parceiros logísticos, como a Prefeitura e clínicas médicas. Outra possibilidade está na possibilidade da vinda de jogadores de outros países, conversa que começou a ser ventilada durante o Campeonato Sul-Americano, realizado em fevereiro, em Montes Claros. O clube fez sondagem com (ou foi sondado por) pelo menos três jogadores de Bolívar e UPCN. O central Pablo Crer, que inclusive integra a Seleção Argentina, seria um dos nomes.

BALANÇO


Argentino Crer, do Bolívar, seria um dos nomes pra 2017/2018
DO INTERVALO do último jogo até aqui, o clube cumpriu uma agenda com visita às empresas patrocinadoras do time, além de campanhas sociais em praças e escolas. Na temporada entre 2016 e 2017, o Montes Claros disputou o Campeonato Mineiro, Superliga, Copa Banco do Brasil e o inédito Campeonato Sul-Americano, do qual foi anfitrião, além de quatro amistosos.

FORAM 41 jogos, com 19 vitórias e 22 derrotas. No Estadual, mesmo com a segunda melhor campanha na 1ª fase, a derrota nas semifinais para o Minas Tênis rendeu-lhe apenas a medalha de bronze. Na Superliga, o time teve um início arrasador, com o terceiro rendimento no primeiro turno, mas ao final da fase de classificação, com uma campanha ruim no returno, caiu para a 5ª posição na classificação geral. Fez o play-off contra o Campinas e foi eliminado sem vencer um jogo sequer.

NA COPA Banco do Brasil, o time foi derrotado no jogo único contra o Funvic/Taubaté e ficou nas quartas de final, enquanto no Sul-Americano, a briga parou na disputa pelo terceiro lugar contra os argentinos do UPCN San Juan, que levaram a melhor e ficaram com o bronze.

UM DOS reconhecimentos pela regularidade de alguns atletas na temporada foi o convite feito pelo técnico Renan Dal Zotto, da Seleção Brasileira, ao levantador Murilo Radke e o oposto Luan Weber para um período de treinamentos no CT de Saquarema. Os trabalhos começam neste dia 21.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: