Montes Claros passa a ter Ranking de Tênis

COMPETIÇÃO COM previsão de dez meses de duração reunirá 20 competidores no simples e nove duplas, sem sede fixa

Mando de quadra será definido por cada desafiante; serão 19 rodadas pelo ranking até novembro (foto: divulgação)
PARA MAIOR organização e reconhecimento ao nível técnico dos atletas amadores, Montes Claros passa a contar neste ano com um Ranking de Tênis. A competição reúne 20 tenistas no simples e nove duplas e como está em sua primeira edição, terá somente a categoria “C”. Com a identificação do nível de habilidade, a partir do ranking serão criadas as categorias “A” e “B” para 2018. As informações foram passadas à VENETA por Thiago Martins, da M & M Sports, promotora e organizadora de eventos esportivos, com sede em BH.

O REGULAMENTO é simples. Os 20 tenistas jogarão entre si, com duas partidas a cada mês – a partir deste mês. Não haverá uma decisão. Ao final das 19 rodadas, quem alcançar o maior número de pontos vence o ranking. “O campeão será aquele com maior pontuação ao final de todos os jogos. Em resumo: é o que acontece com o Campeonato Brasileiro de Futebol, mas só em um turno”, resumiu Thiago.

COM DOIS jogos por mês em melhor de três sets, a tabela seguirá até novembro. Os locais dos jogos e as datas serão definidos em comum acordo entre os tenistas, mas a tabela está pronta. “O ranking funciona da seguinte maneira: o desafiante procura o desafiado marca a data e o local para realização da partida, desde que cada um jogue duas vezes a cada mês. Caso contrário, será eliminado, como prevê o regulamento”.

LOCAIS

OS DESAFIANTES e os desafiados são identificados na própria tabela. Quem é desafiado numa rodada, na seguinte será desafiante. Sem uma sede fixa, o 1º Ranking Montes Claros de Tênis terá partidas nos clubes e academias da cidade, como o Max Min, Clube dos Fazendeiros, Pentáurea, Unimontes, Casa Park, AABB, dentre outros.

THIAGO EXPLICA que haverá certo controle para que o nível técnico não seja tão diferente entre tenistas. “Como será a primeira vez que realizamos um ranking independente, que conta com jogadores de diversos clubes e academias de Montes Claros, poderá haver uma diferença técnico entre os participantes. Certamente, tomaremos todos os cuidados possíveis para evitar uma grande diferença”, explica Thiago.

DE FATO, no parágrafo 2º do artigo 8º do regulamento geral, a redação deixa claro esta observação: “em qualquer momento a Comissão Organizadora poderá avaliar o nível técnico dos atletas. Havendo discrepância de nível técnico poderá ser solicitada a saída do Ranking”.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: