Reorganizado, Victória Clube lança projetos e confirma time profissional

COM SUPORTE de patrocinadores - e com as contas em dia -, clube faz evento para lançar planejamento de 2017, que inclui o Mineiro da 2ª Divisão

APRENDIZADO. O Victória Clube começa o ano com esta palavra-chave, que na prática, segundo a diretoria, ajudou a tirar lições das experiências dos dois anos anteriores. E com um discurso sem aventuras, o clube anuncia que vai encarar pela primeira vez uma competição profissional em 2017: o Campeonato Mineiro da Segunda Divisão (Série C). O planejamento, assim como a comissão técnica, atletas, uniformes e outros detalhes do projeto serão apresentados na segunda-feira (23), em evento para a imprensa esportiva e convidados, às 8 horas, no antigo plenário da Câmara Municipal.
Victória vai manter trabalho de base, iniciado há dois anos, mas em 2017 vai encarar o Mineiro Série C (Divulgação)
EM 2015 e 2016, o Victória disputou o Campeonato Mineiro Júnior e o Estadual Sub-15 e Sub-17, mas esbarrou na falta de estrutura, principalmente pelo lado financeiro, e teve que desistir da disputa no meio do caminho. Chegou a perder por Wx0 dentro de casa, o que culminou numa série de punições e multas por parte da FMF.

OS TRAUMAS, segundo conversou com a VENETA o presidente Reynaldo Pinto, ficaram no passado mas como “dolorosas lições”. “Pagamos todas as pendências com muita dificuldade e trabalhamos para nos organizar. O planejamento de agora é totalmente diferente, com uma nova mentalidade e com parceiros pontuais para este primeiro desafio profissional”.

EMBORA ESTEJA motivado com a Segunda Divisão, o Victória continuará nas disputas de base. São cinco categorias: Sub-9, Sub-11, Sub-13, Sub-15 e Sub-17, sendo que, estas duas últimas, jogarão o Campeonato Mineiro Infantil e Juvenil em 2017 – 2ª Divisão. Os demais times continuarão participando das competições regionais e locais, como o Torneio Toninho Rebello e a Copa Integração.

COMANDO

Reynaldo Pinto, presidente
HÁ DOIS anos, a Federação Mineira de Futebol definiu que a 2ª Divisão deve ser disputada por atletas até 23 anos, mas com até quatro inscrições acima deste limite de idade. O Victória garante que alguns atletas estão garantidos, mas haverá uma série de observações na cidade e na região para completar o grupo. Os “veteranos” serão contratados na véspera da competição.

NO COMANDO, o clube terá Luiz Fernando, o Gatão, ex-preparador de goleiros do Atlético e que já trabalhou como técnico no Ipatinga, onde foi campeão da Taça Minas Gerais. O restante da comissão técnica também está definido. Reynaldo confirmou o retorno de Altair Leal, o Kuíca, como supervisor do clube para todas as categorias. “Uma pessoa muito bem relacionada e que entende bem de todos os detalhes dos bastidores do futebol”, disse o presidente.

SUPORTE

SOBRE A receita, o Victória projeta um gasto mensal de R$ 35 mil durante a 2ª Divisão. Alguns parceiros já estão definidos, o que foi determinante para o clube se adiantar e assumir que fará a estreia no profissional. Segundo o dirigente, os nomes serão apresentados na próxima segunda-feira, mas adiantou algumas marcas à VENETA, como o grupo Coteminas, Companhia do Gás, Água Mineral Santíssima, Brasnica, Osório Placas, Astral, Faculdades Santo Agostinho, Banco Sicoob, Clínicas Sorrisus e Estrela do Norte Turismo. A Karine Lessa Confecções assume o fornecimento dos materiais esportivos.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: