As pequenas máquinas voadoras em mais um encontro

COM ACROBACIAS e sessões de voos livres, aeromodelismo em Montes Claros se organiza para divulgar a modalidade: helicópteros, caças militares, drones e aviões

DÁ PARA voar sem tirar os pés do chão? Para os praticantes do aeromodelismo, a resposta é positiva e imediata e, como não poderia deixar de ser, fazem questão de compartilhar a paixão que têm pelas pequenas aeronaves. Será a 1ª Revoada/2017, evento que o Clube de Aeromodelismo HobbyMoc realiza em sua sede, no próximo dia 28 (domingo), em Montes Claros.
Revoada será no dia 28, na sede do HobbyMoc, com pilotos da região e de outras cidades de MG (fotos: Santiago Daniel)
ALÉM DOS 40 sócios ativos que o clube tem, o evento deverá reunir pilotos de outras cidades da região, de Minas e do País e, claro, as “pequenas grandes” atrações: réplicas de jatos, de helicópteros e aviões, alguns com conotação histórica, como os Tucanos, que originalmente foram produzidos pela Embraer e integram a Esquadrilha da Fumaça. Haverá, ainda, as réplicas de caças militares dos Estados Unidos (F-15 e F-22) e da extinta União Soviética (MiG). As propulsões são várias: turbinas, gasolina, etanol ou mesmo elétrica.

ALEX CÂMARA é o 1º secretário do Clube HobbyMoc e um dos organizadores do evento. Na conversa com a VENETA, enfatizou que o HobbyMoc é um dos 10 clubes mineiros homologados pela Confederação Brasileira de Aeromodelismo (Cobra). Considera a 1º Revoada como uma maneira interativa de destacar o aeromodelismo e divulgá-lo, ao mesmo tempo, como hobby e esporte.
Alex Câmara é o 1º secretário do clube e um dos organizadores

“EMBORA MUITOS entendam como lazer, o aeromodelismo é coisa séria: requer capacitação, investimentos e principalmente regras para não colocar em risco pessoas, patrimônios e serviços”, analisa. É estritamente proibido voar em distância menores de 500 metros de áreas habitadas.

O EVENTO, segundo ele, poderá ajudar também na organização de entidades similares na região. “Há pilotos em outros lugares do Norte de Minas como Janaúba, Pirapora, Januária, Bocaiuva e Manga e que, mesmo sem um clube oficial em suas cidades, seguem as normas de segurança para a prática do esporte”.

NOMES

EMBORA ESTEJAMOS falando de miniaturas, quem opera um aeromodelo também é chamado de piloto. Afinal, até alcançar a perícia mínima para conduzir as miniaeronaves requer muita disciplina e aplicação em cursos, capacitações e treinamentos.

O SECRETÁRIO do HobbyMoc explica que, diferente do encontro nacional que o clube realizou em 2014, a Revoada não têm foco em competição. Serão apresentações para voos livres e, em outro momento, sessões de acrobacias e manobras – inclusive com drones. “Quem sabe, a partir deste evento, consigamos retomar a realização do Encontro Nacional”, acrescenta.
Clube tem cerca de 60 filiados e 40 deles estão ativos; outras cidades da região se organizam para ter entidades
AS INSCRIÇÕES podem ser feitas até a próxima terça-feira, 24 de janeiro. O valor é de R$ 25,00 para homens e R$ 15,00 para mulheres. Haverá churrasco, água, suco e refrigerante liberados para os participantes.

O CLUBE HobbyMoc está localizado a quatro quilômetros da cidade (às margens da BR-135, sentido Bocaiuva). O presidente é o advogado Dalton Caldeira Rocha. Informações (38) 9 9982-4488.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: