Quase que obrigação vencer no ABC Paulista

DIANTE DO tropeço no Sul, Montes Claros Vôlei precisa minimizar erros e vencer o São Bernardo, antes de iniciar confrontos contra favoritos da Superliga


Índio (C) lidera as estatísticas como o levantador mais eficiente da Superliga até aqui (fotos: Alexander Sezko)
EMBORA AINDA não tenha enfrentado nenhum dos clubes considerados favoritos ao título, o Montes Claros Vôlei está apenas na sexta colocação da Superliga Nacional Masculina. Após três jogos, o time soma seis pontos e vem de derrota para o Bento Vôlei/Isabela no último fim de semana, por 3 a 0, no Rio Grande do Sul. Para não correr mais riscos contra os clubes considerados intermediários na competição e se distanciar dos líderes, o MOC Vôlei vai ter que surpreender o São Bernardo. O jogo que vale pela quarta rodada do turno acontece neste sábado, às 11 horas, no Ginásio Adib Moisés Dib, no ABC Paulista.

TERCEIRO COLOCADO na Superliga B, o adversário chegou à Superliga como convidado, depois da desistência do Voleisul. O elenco é todo jovem, com exceção do levantador Marlon, de 39 anos, ex-Seleção Brasileira, e do líbero Rafinha, de 34 anos. O restante dos atletas têm entre 21 e 24 anos.

NA CAMPANHA até aqui, os montes-clarenses venceram o Lebes/Gedore/Canoas por 3 a 1 e o Minas Tênis Clube – pelo mesmo placar –, ambos em casa, além do tropeço diante do Canoas. Já o São Bernardo fez o mesmo número de partidas, mas ainda não venceu. Soma apenas um ponto da derrota de (2-3) para o JF Vôlei. Nas outras duas partidas perdeu para o Bento Vôlei (1-3) e, na última quinta-feira, para o Sada/Cruzeiro (0x3).

O APARENTE favoritismo por causa da maior experiência do grupo é descartado no ambiente do Montes Claros Vôlei, como manifestou o levantador Índio, em conversa com a VENETA. "Será um jogo muito perigoso e que vai nos exigir uma atenção redobrada sob todos os aspectos. O fato de eles serem mais novos vejo até como uma dificuldade a mais: querem mostrar serviço e isso não deixa de ser uma grande motivação”, analisou o levantador.

DESTAQUE


Montes Claros Vôlei tem seis pontos ganhos em três jogos
SEGUNDO OS números apurados pela CBV nas três primeiras rodadas, Índio é o principal destaque individual do Montes Claros Vôlei na Superliga. É o líder em eficiência entre os levantadores, com 43,08% de aproveitamento. Nos onze sets disputados pelo time até aqui, jogou em dez, sendo sete como titular, ganhando a disputa particular com Murilo Radke, que veio como uma das principais contratações na temporada. Mas o jogador prefere dividir o mérito com a equipe.

"[SOBRE SE destacar dentro do time] Acho que tenho buscado isso já ao longo de minha carreira: regularidade e eficiência. Minhas entradas nos jogos, como titular ou não, têm rendido bons frutos, mas penso como equipe, até porque dependo da eficiência dos companheiros também para alcançar bons números nessas estatísticas".

E DIANTE da pressão de vencer a qualquer custo no ABC Paulista, até porque nos prognósticos o São Bernardo está longe de aparecer entre os favoritos ao G-8, Índio acrescenta: “eles jogarão em casa e isto os favorece, além de ter o Marlon, um levantador muito experiente do lado de lá. Pelo trabalho que desempenhamos ao longo da semana estamos focados num objetivo: vamos tentar imprimir o nosso ritmo de jogo e assim conseguir a vitória".
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: