Desafio e aprendizagem no Mineiro de Vôlei Sub-19

MONTES CLAROS Tênis Clube disputa pela primeira vez a competição de base, com a proposta de dar rodagem e experiência ao grupo ainda em idade infanto-juvenil

Time do MCTC que disputa o Mineiro Sub-19 é dois anos mais novo, em média, em relação ao limite da idade (foto: divulgação)
UM MISTO de desafio com aprendizagem. Este é o roteiro definido pelo Montes Claros Tênis Clube para disputar pela primeira vez o Campeonato Mineiro de Vôlei Sub-19. A competição masculina teve início nessa quinta-feira e prossegue até o sábado, com oito equipes, em Uberlândia.

“É UM desafio que decidimos encarar, mesmo sendo a primeira experiência nesta competição e com um time ainda bem jovem, com média de idade de 16/17 anos”, resume o técnico Norberto Prates.

O GRUPO que ele levou para o Triângulo Mineiro é o mesmo montado em fevereiro do ano passado e foi encorpado no primeiro semestre, com uma peneira que trouxe a Montes Claros mais jovens atletas de outras cidades do Norte de Minas.

COM JOGOS de apenas três sets, o MCTC fez cinco jogos no Campeonato Sub-19 até aqui e foi superado em todos, mas ainda assim há pontos positivos, segundo Norberto. “É a nossa primeira competição nesta categoria, enquanto os outros clubes já são mais bem estruturados e experientes que o nosso. O Minas, por exemplo, com quem fizemos um jogo bem equilibrado, tem atletas da seleção brasileira”, completa.

RESULTADOS

O time venceu dois sets na competição até aqui
OS OITO times participantes jogam entre si em um turno. A pontuação também diferente em relação ao adulto. Cada set vale um ponto na tabela. O MCTC soma dois até aqui após a sequência contra o Sada/Cruzeiro (0x3 – 17/25, 19/25 e 14/25), Uberlândia ABCD (1x2 – 25/23, 9/25 e 18/25), Olympico Clube/BH (0x3 – 22/25, 23/25 e 21/25), Academia do Vôlei/Gabarito/Uberlândia (0x3 – 25/27, 12/25 e 13/25) e Minas Tênis Clube (1x2). Jogará, ainda, contra o Clube dos Oficiais da Polícia Militar (COPM/Beagá Esportes) e Associação Pró-Esporte e Recreação (Três Corações).

A DELEGAÇÃO conta com 14 atletas, além do gerente de vôlei Tião Ray. “Sabíamos que o time iria entrar ainda sem condições de jogar no mesmo nível dos demais clubes, mas é extremamente válido para dar experiência aos atletas; ganham rodagem e bagagem”, analisa.

O GRUPO disputou o Mineiro Sub-17, mês passado, e terminou na quinta colocação. No mês que vem, terá ainda pela frente o Sub-16 Estadual.

PARA CUMPRIR a agenda de viagens, o time conta com o apoio da Prefeitura no custeio das despesas de viagem (alimentação e transporte), com o apoio do MCTC no espaço de treino. A Academia Corpore Fit é parceira para a preparação física dos atletas, assim como os Colégios Padrão e Indyu, na cessão de bolsas de estudo para parte do grupo. Outro apoiador é o Laboratório Santa Clara, que custeou os uniformes de jogo, além da agência de Turismo Futuratur, que contribui com a manutenção da república dos atletas. A empresa Live Labs Soluções já s dispôs a ajudar o clube na construção de um site próprio.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: