Norte de Minas tem bicampeã mundial: Paty Ramos

NASCIDA EM Espinosa, jogadora repetiu a conquista de 2014 e venceu o “Under 21 World Championships”


Paty Ramos ainda não chegou aos 20 anos e já conquistou dois títulos mundiais
A ATLETA norte-mineira Ana Patrícia Ramos, a Paty Ramos, tornou-se bicampeã mundial de voleibol de praia.

AO LADO da sergipana Eduarda "Duda" Lisboa, ela conquistou nessa segunda-feira o título do Campeonato Mundial Sub-21, com a vitória sobre as russas Makroguzova/Kholomina por dois sets a zero - duplo 21-18. A disputa aconteceu na cidade de Lucerne, na Suíça. A última vez que uma dupla brasileira conquistou a competição foi em 2007, com Lili/Bárbara Seixas, na Itália.

HÁ DOIS anos, Patrícia conquistou o título dos Jogos Olímpicos da Juventude na cidade de Nanjing (China), ao lado da mesma Duda, com uma vitória na final sobre as irmãs McNamara, do Canadá.

A CAMPANHA em Lucerne foi impecável. Paty Ramos e Duda, que é filha da ex-jogadora Cida (da Seleção Brasileira de quadra), venceram todos os jogos. Na primeira fase fizeram 2 a 0 sobre Bustamante/Muno, dos Estados Unidos (duplo 21-17), 2 a 0 contra Tangkaeo/Pronsuda, da Tailândia (duplo 21-10) e mais um 2 a 0 diante de Érika/Michelle, do Paraguai (21-9 e 21-13).


Conquista foi principal destaque no site da CBV
(clique para ampliar)
NAS QUARTAS de final, clássico brasileiro contra Victória e Andressa e mais um sucesso: 2-0 (21-18, 21-13). A semifinal contra as norte-americanas Sponcil/Van Winden foi a partida com o placar mais apertado na campanha, mesmo com a vitória por dois sets a zero: (21-19 e 22-20).

DIANTE DA segunda conquista internacional, a dupla foi destaque no site da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Além da foto entre as manchetes, a entidade estampou os cumprimentos para a dupla acima de todas as publicações.

DESCOBERTA

AOS 17 anos, Paty Ramos foi descoberta na disputa dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG) em 2013, mas em outra modalidade. Jogava handebol pela escola de sua cidade natal (Espinosa). A estatura e a habilidade chamaram a atenção do técnico Luiz César, da seleção mineira de voleibol feminino de base. A aplicação nos treinamentos associada à apuração da técnica lhe garantiram uma ascensão meteórica.


No ano passado, Patrícia foi campeã nacional do ranking duplas e 3ª no individual
NO ANO passado, Paty Ramos foi campeã do Desafio internacional em Mônaco. Ao lado da cearense Rebecca Cavalcanti venceu o ranking brasileiro de duplas da categoria Sub-23 derrotando a própria Duda – que joga nas competições nacionais ao lado de Tainá.

EM SEIS etapas, foram dois ouros (Brasília e Vitória), três pratas (Chapecó, Rio de Janeiro e Campo Grande) e um quarto lugar (Salvador). 

JÁ NA contagem individual de pontos, a espinosense ficou em terceiro lugar geral no ranking de atletas/2015 com 1060 pontos. Companheira nas disputas internacionais, Duda Lisboa foi a vencedora do ranking, com apenas 28 pontos a mais.

MESMO AINDA em idade juvenil, Paty Ramos disputa, desde o ano passado, as etapas profissionais do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia – Challenge.

Fotos: reprodução CBV e FIVB
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: