Montes Claros Vôlei mantém seis e oficializa duas contratações

ENTRE AS novidades estão o ponteiro Jonatas e o central Robinho, ambos ex-Voleisul; Radke será anunciado após fim de contrato na Europa


Jonatas é um dos contratados que estava no Voleisul
SEIS JOGADORES que fizeram parte da quinta melhor campanha na última Superliga Nacional continuarão com a camisa do Montes Claros Vôlei na próxima temporada. Na tarde desta quarta-feira, em coletiva no escritório do clube, o gestor Andrey Souza confirmou que os líberos Guilherme Kachel e Gian, o levantador Índio, os centrais Rafael Martins e Tiago Salsa e o ponteiro Bob Dvoranen seguem na equipe.

OUTROS DOIS nomes foram oficialmente confirmados como reforços: o ponteiro Jonatas e o central Robinho, ambos do Voleisul/RS. Os nomes foram indicados pelo técnico Marcelinho Ramos, que volta ao Montes Claros depois de um afastamento forçado para se tratar de um quadro de sangramento no cérebro.

ALIÁS, SEGUNDO o gestor, mesmo com o afastamento, o vínculo contratual do técnico foi mantido. “Não houve rescisão”, resumiu Andrey, que preferiu não adiantar outros nomes já acertados com o clube. Segundo ele, será preciso esperar o término de contrato de alguns deles para que as contratações sejam oficializadas.


Jimenez viria para jogar de ponteiro
DOIS DELES estão na Europa: Murilo Radke, levantador com passagens por todas as seleções nacionais, e o colombiano Ronald Jimenez, que foi indicado ao clube pelo auxiliar técnico do Brasil, Rubinho. O sul-americano, embora esteja jogando de oposto no Chaumont, da França, chegaria ao Norte de Minas para atuar como ponteiro.

O MONTES Claros Vôlei tinha interesse na permanência do campeão olímpico André Nascimento, mas o jogador fez a opção de seguir a carreira no exterior. A expectativa, além da confirmação de mais reforços, está na permanência do ponteiro Kadu, que foi emprestado pelo Sada/Cruzeiro na última temporada. O clube da Capital já foi procurado para uma nova cessão.

DÚVIDAS


Luan, oposto ex-Maringá, está na mira do Voleimoc
COM OS nomes citados até aqui, fica ainda a expectativa de o Montes Claros acertar com mais um ponteiro, um oposto e um central. Luan Weber, oposto do Maringá, interessa ao MC Vôlei. O central, que viria para compor grupo, será um atleta ainda em idade juvenil, mas com passagens pela seleção de base.

OUTRA INCÓGNITA está na definição dos demais integrantes da comissão técnica: auxiliar e preparador físico. Leandro Dutra e Lucas Miller respondiam pelas respectivas funções na última Superliga, mas o clube deve repensar os nomes, já que ambos dividem as atenções com as seleções brasileiras de base.

“DEFINIMOS 90% do grupo de atletas. Talvez, o Montes Claros seja o primeiro time, além dos quatro primeiros colocados da Superliga anterior, a chegar a este quadro de decisões. Infelizmente, há clubes que trabalham com a possibilidade de fechar as portas”, revelou Andrey, que definiu a montagem do novo grupo antes mesmo do término dos play-offs. Marcelinho Ramos, segundo ele, foi o responsável por todas as indicações.

“A GENTE considerou, além do aspecto técnico, a vontade do atleta em fazer da parte da filosofia do clube. Montes Claros é uma cidade onde o custo de vida é bem menor em relação aos grandes centros. A proporção salário/despesas acaba sendo menor e este foi um argumento que propusemos a todos eles”, finalizou.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: