Associação de Clubes tem proposta para play-offs de 5 jogos na Superliga Nacional

FORMATO DE melhor de cinco jogos segue modelo da NBA; mudança para a final também, com "golden set"

OS CLUBES da Superliga Nacional estão unidos mais uma vez nos bastidores e já pensam na próxima edição da principal disputa do vôlei masculino. Querem mexer no formato da tabela e, por conseqüência, convencer a CBV – e ao mesmo tempo a TV – de que a competição pode ser mais emocionante nas fases decisivas.

INSPIRADOS NA NBA norte-americana e na própria NBB, têm como a sugestão da vez a ampliação dos play-offs da Superliga. Ao invés de até três jogos, querem que a fase mata-mata seja em melhor de cinco partidas, tanto nas quartas de final como nas semifinais.

JÁ A final, na sugestão dos clubes, deixaria de ser em jogo único e ganharia o formato de ida e volta, com um confronto na casa de cada finalista. Se houver uma vitória para cada lado – independente dos placares –, o campeão da Superliga sairia no “golden set”. O formato já foi utilizado no Campeonato Paulista deste ano.

O CONTRATO de transmissão da Superliga termina ao final deste ano e, a ampliação dos play-offs de três para cinco jogos seria um argumento dos clubes para encaminhar a renovação antecipada.

NA TEMPORADA que se encerrou no último domingo, com o quarto título do Sada/Cruzeiro, a corrente dos dirigentes funcionou às vésperas do início da Superliga. A ACV conseguiu junto com a CBV o custeio das despesas de viagem, hospedagem e alimentação para todos os clubes. A receita deu certo, não custaria nada repeti-la.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: