Oportunidade de dar o troco

COM ERROS em excesso e derrotado de virada na quinta, Montes Claros Vôlei reencontra o Minas no forte calor do final da manhã




No 1º confronto, os dois lados reclamaram da arbitragem confusa, com a reversão de pontos
SEM TEMPO para lamentos. Em menos de 48 horas, o Montes Claros Vôlei retorna à quadra para enfrentar pela segunda vez o Minas Tênis Clube, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro Adulto. Será a partir das 11 horas, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves, com ingressos a R$ 10,00. Ao longo da semana, a cidade registrou em torno de 33º C no horário da partida de hoje.

O PRIMEIRO duelo aconteceu na noite de quinta-feira, diante de aproximadamente 3,2 mil pessoas, que assistiram a vitória montes-clarense no primeiro set (25/21). Mas na sequência da partida, o MOC Vôlei cometeu, em média, oito erros por sets, além de ter dificuldades no passe e nos ataques, e acabou derrotado de virada. O primeiro revés da temporada. Em acordo, o time de BH foi mandante.

O RIVAL minastenista venceu os três sets restantes por 25/20, 25/18 e 25/21. Foram duas horas e cinco minutos de jogo, com o cubano Escobar como maior pontuador (19 acertos). Petrus e Thiago foram outros destaques do Minas. Do lado do Montes Claros, André Nascimento marcou mais pontos (9).

DIRETO AO ASSUNTO

SEM MEIAS palavras, o técnico Marcelinho Ramos foi direto sobre a queda de rendimento que permitiu a virada do Minas. “O primeiro set foi dentro do que esperávamos, mas nos demais não tivemos o passe equilibrado e erramos nas alternativas que havíamos treinado para situações adversas”. Ele reconheceu que o time de BH foi bem no bloqueio e até mesmo no saque, mesmo sem forçar tanto.

“NÃO VEJO naturalidade numa derrota em casa porque trabalhamos para vencer, mas a gente deve observar alguns pontos, como o fato de o Minas ter uma base que joga junta há mais de uma temporada. A gente tem vários atletas mais novos que precisam ser ousados em alguns momentos de um jogo rápido como este”, enfatizou o treinador do MCV.

AO FINAL do jogo da quinta, já com o ginásio vazio, todos os integrantes da comissão técnica permaneceram por mais de 20 minutos ao centro da quadra para as primeiras análises de rendimento da derrota. O resultado fez o Montes Claros perder uma posição. Manteve-se com oito pontos e o Minas agora tem 11. Para passar à frente do rival, terá que vencer neste sábado por 3 a 0 ou 3 a 1.


COM SEIS pontos em dois jogos, o Sada/Cruzeiro enfrentaria a UFJF, ontem à noite, em Juiz de Fora (encerrado após o fechamento desta edição).

Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: