Convocação já na primeira experiência

SÉTIMO COLOCADO no Mineiro, time de vôlei sub-16 cede o central Álvaro Dourado para a Seleção Mineira

Time buscará mais experiência e pode disputar o estadual de uma categoria acima
FOI APENAS a primeira competição federada para o time sub-16 da cidade, criado em fevereiro deste ano a partir de uma peneirada e que já está entre as principais iniciativas de base do Estado. Na última semana, após a disputa de oito jogos, o time do Montes Claros Tênis Clube (MCTC) terminou em sétimo lugar no Campeonato Mineiro Sub-16 Masculino de Vôlei, disputado na cidade de Cambuquira, no Sul do Estado. 

A CAMPANHA desafiadora longe de casa, que teve praticamente dois jogos por dia, culminou com uma boa notícia três dias após a volta para o Norte de Minas. O central Álvaro Dourado, de 1,93 metro e 15 anos, foi pré-convocado para a Seleção Mineira, que fará a preparação para o Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais. "Sinceramente, eu não esperava ser convocado", disse o jovem, em entrevista ao Programa Momento Esportivo, da VIN TV.

A LISTA divulgada pela Federação Mineira de Vôlei (FMV) conta com 21 atletas e após os treinamentos finais nas dependências do Minas Tênis Clube, doze serão confirmados na competição nacional, que acontecerá em Saquarema. Aluno do Colégio Padrão e medalha de bronze nas finais dos Jogos Escolares de Minas Gerais (JEMG), Álvaro revelou, ainda, que começou a jogar como ponteiro no Uberlândia Tênis Clube e por orientação do técnico Charles Veloso, mudou para central.

 “COM APENAS cinco meses e meio de treinamento, estamos apenas começando, mas já tivemos bons frutos e com expectativas ainda melhores de agora em diante”, analisa Norberto Prates, técnico da equipe Sub-16.

Álvaro revelou que foi ponteiro e mudou de posição por orientação do técnico
ELE LEMBRA que a equipe que foi a Cambuquira contou com 12 atletas entre 14 e 15 anos, sendo que sete deles, até a montagem do grupo a partir de uma peneirada, sequer haviam jogado o voleibol de competição. “Sete deles começaram praticamente do zero e todos eles têm ainda praticamente mais um ano dentro da categoria”, acrescenta Norberto.

NO CASO de Dourado, que já viajou para Belo Horizonte e se apresentou à Seleção Mineira, ele faz parte dos cinco atletas que começaram a treinar um ponto antes, em janeiro, com Charles Veloso, o Charlão, auxiliar técnico do MCTC Sub-16.

ANÁLISE

SOBRE O desempenho da equipe no Sul de Minas, Norberto Prates lembra que o time sentiu um pouco a diferença de trabalho em relação aos adversários mais tradicionais. “Alguns projetos como o Minas e o Cruzeiro têm trabalhos permanentes há vários anos e são bases bem consolidadas, enquanto a gente ainda está engatinhando”. 

O TREINADOR fez questão de citar que o time campeão, por exemplo, nem do estado é. “Eles convidaram uma equipe do Rio de Janeiro, que tem uma parceria com a Escolinha de Vôlei do Bernardinho, técnico da seleção brasileira principal. Ou seja, é um projeto com referências, que recebem todos os dias jovens do Brasil inteiro e com uma estrutura de trabalho consolidada”.

POR CAUSA da idade, os jogos foram disputados somente em três sets. Outra regra diferenciada: não há líberos nem opostos e cada time conta com dois levantadores em quadra. Na campanha, o time venceu o Três Corações (3x0) e o Uberlândia (2x1) e perdeu os demais, mas com duelos equilibrados: 1x2 Usipa, 1x2 Clube de Oficiais da PM e 1x2 Varginha. Contra os mais tradicionais Cruzeiro, Minas Tênis e AABB-Rio de Janeiro/Escolinha de Vôlei Bernardinho, foi derrotado por 3 a 0.

MAIS

ALÉM DA manutenção do projeto para o ano que vem, o treinador revela à VENETA a possibilidade de mais uma competição ainda em 2015. “Ainda não é certeza, mas a gente pensa em participar também do Mineiro Sub-17, que é uma categoria acima à nossa. Estamos estudando esta possibilidade para dar bagagem e ritmo de competição aos nossos atletas e a dinâmica será outra, com apenas um jogo por dia. Lá em Cambuquira, com a sequência de duas partidas por dia, o grupo sentiu um pouco mais este desgaste”, finaliza Norberto.

O GRUPO que jogou em Cambuquira teve os levantadores Gustavo, Henrique e Vinícius; os ponteiros Álvaro Emanuel, Gabriel Gomes, Arlen e Jackson; e os centrais Álvaro Dourado, Thiago, Filipe, Gabriel Rogério e Estevão, além do técnico Norberto Prates, o auxiliar técnico Charlão Veloso e o coordenador Tião Ray. (Fotos: reprodução)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: