Mínima, mas Funorte ainda tem chance no Mineiro de Base

TIME SUB-17 já está eliminado, mas Infantil depende de vitória sobre o Santa e combinação para chegar ao Hexagonal

Funorte reencontrou o Riachinho e perdeu nos dois quadros; agora cumpre tabela
NA PENÚLTIMA rodada da primeira fase do Campeonato Mineiro Infantil e Juvenil, o Funorte foi derrotado no Sub-17 pelo Riachinho, sábado, em Contagem, na Grande BH. O jogo terminou com o placar de 1 a 0 para o adversário e as chances de seguir na competição, que já eram reduzidas, agora não existem mais neste quadro. 

JÁ O time Sub-15 não perdeu; fez dois a um, com destaque para o atacante João Victor, que balançou a rede para o Tricolor aos 11’ do 1º tempo e aos 34’ da etapa final.

COM A vitória em Contagem, embora sejam mínimas, o Funorte (4º colocado, 13 pontos e um gol de saldo) ainda tem chance de brigar pela segunda vaga da Chave B para o Hexagonal Final. Mas vai ter que caprichar na matemática.

CONTAS

NESTE SÁBADO, a partir das 9 horas, em Montes Claros, o time terá que vencer o Santa Cruz (BH) por pelo menos dois gols de diferença e torcer para que o vice-líder Usipa (16 pontos, quatro gols de saldo) perca para o já eliminado Ponte Nova (4 pontos) e, ao mesmo tempo, o América (líder, com 22) vença o Riachinho (16 pontos, sem saldo) por qualquer placar.

SE ESTA combinação acontecer, Usipa, Funorte e Riachinho empatariam na segunda colocação com 16 pontos e cinco vitórias para cada um, mas o time de Montes Claros levaria vantagem no saldo de gols.

O REGULAMENTO para as duas categorias é parecido ao do Campeonato Júnior. Os times disputam a primeira fase em três chaves e ao final de dois turnos, o primeiro e o segundo colocados de cada grupo classificam-se para o Hexagonal Final.

COM 11 pontos no Sub-17, oito atrás do G-2, o Funorte é apenas o quarto colocado na Chave B.

PARCERIA


Júnior Borges é técnico e diretor no projeto que tem
ajuda financeira dos pais e famílias dos atletas
É IMPORTANTE ressaltar que, assim como no ano passado, o clube fez uma parceria com o desportista e técnico Júnior Borges para disputar estas duas competições de base. O Funorte faz a cessão do seu nome e do vínculo federativo, além do CT para treinos.

OS CUSTOS com taxas, registros, viagens, alimentação, hospedagem, materiais esportivos e estrutura de campo de jogo foram rateados com o apoio vindo de patrocinadores, por jogadores nascidos na cidade que estão em clubes profissionais e, também, pelos próprios pais e familiares dos atletas.

A COMPENSAÇÃO pela campanha irregular pode vir na revelação de atletas, já que pelo menos seis deles interessam ao América. Se o Funorte for eliminado nos dois quadros, o Coelho (classificado nas duas categorias) poderá usá-los no Hexagonal Final. (Fotos: Christiano Jilvan)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: