América monitora quinteto do Funorte

TÉCNICO NA base do Coelho, Marcão revela interesse e já deixa convite de prontidão para testes em Belo Horizonte

Marcão diz que tem o costume de observar atletas dos times que jogam contra o Coelho
UMA DAS principais referências do futebol de base no Brasil, com o histórico de ter revelado nomes como Gilberto Silva, Fred, Danilo e Wagner, o América está de olho em pelo menos quatro jogadores do Funorte. O interesse surgiu após os dois confrontos diretos em cada uma das categorias na 1ª fase do Campeonato Mineiro Sub-15 e Sub-17.

APARENTEMENTE, OS atletas que interessam estão no time infantil do Formigão, que fez duas partidas bem equilibradas contra os americanos. No turno, dia 29 de agosto, empataram sem gols em BH, e no returno, em 5 de setembro, vitória magra do Coelho em Montes Claros (1x0), com um gol de pênalti.

DESDE BH

O TÉCNICO americano Marcos Moreira, o Marcão, conversou com a reportagem da VENETA após o jogo em Montes Claros e revelou que, desde a partida na Capital, praticamente meio time do Funorte está sendo monitorado. “Primeiro, tenho que parabenizar quem está conduzindo o trabalho do Funorte. Independente das diferenças [de estrutura] entre os clubes, a aplicação tática e a qualidade técnica permitiu jogar com o América de igual para igual”.

SEGUNDO ELE, pela “estatura privilegiada”, a dupla de zaga do Funorte, formada por Pablo e Igor, têm grande potencial. “Com certeza podem melhorar ainda mais o que já fazem bem. De repente com um trabalho mais técnico de tempo de bola e de domínio em situações de saída de bola”, observou.

Infantis de Funorte e América se enfrentaram em dois fins de semana seguidos
MARCÃO AINDA nominou mais três jogadores do FEC: o meia Maradona, o atacante Robinho e o volante João Vítor. “A gente tem que entender que são adolescentes e as pessoas, às vezes, cobram como se fossem mais velhos, como profissionais. Posso dizer categoricamente que muitos meninos que vi neste campeonato têm mais fundamentos definidos do que muita gente já rodada no mundo do futebol”.

O AMÉRICA é o líder na chave infantil, com 19 pontos, seis a mais que o segundo colocado e está praticamente classificado para o Hexagonal Final. Os dois melhores de cada grupo se garantem na fase decisiva, mas para fazer companhia ao Coelho, o FEC, que tem seis pontos, sete a menos que o segundo colocado, depende de 100% de aproveitamento nas três rodadas finais, além de tropeços dos rivais. Vale lembrar que o time foi punido com a perda de 4 pontos pela escalação de um atleta sem registro contra o Santa Cruz, na estreia da competição.

SÓ SE SAIR

SEGUNDO O regulamento, o América só poderia buscar algum reforço em Montes Claros, ainda para este campeonato, caso o Funorte seja eliminado. “É uma certeza [sobre a possibilidade de convite aos atletas], mas que fique bem claro que só vamos buscá-los caso o Funorte não se classifique. No entanto, se não for agora, quem sabe possam ter uma chance junto ao América já para o ano que vem”, adiantou Marcão.

TREINADOR DOS dois times do Funorte na competição, Júnior Borges revelou que o interesse do Coelho não é de hoje e que, caso haja condições, vai estudar sim alguma composição para que os meninos tenham projeção. Mas, por enquanto, faz o discurso de confiança para que o FEC siga na competição.

ELE LEMBRA que também há jovens do time juvenil que interessam ao América. O atacante Carlos, do time Sub-17, vice-artilheiro da competição com sete gols, é um deles. “Quando a gente fez o jogo em Belo Horizonte contra o América, o Celinho [Célio Costa, técnico do Sub-17 do Coelho] já queria que o Carlos ficasse por lá”. (Foto: Veneta)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: