Montes Claros quebra a sequência só de treinos

TIME JÁ venceu dois da série de três jogos contra o Futel/Uberlândia; técnico espera time mais solto a partir do Mineiro

Uberlândia ficou à frente no início de alguns sets
ATÉ A semana passada, a previsão era de fechar a pré-temporada sem amistosos e jogos-treinos, mas ela não vingou. O Montes Claros Vôlei convenceu o jovem time do Gabarito/Unipac/Futel, de Uberlândia, a vir ao Norte de Minas para uma série de três testes nesta semana. Enquanto o MOC finaliza os preparativos para a estreia do Campeonato Mineiro, dia 29 de agosto, contra o Unincor/Três Corações, a equipe do Triângulo, que venceu a Liga Sudeste, mantém o ritmo de disputa para jogar a Liga Nacional Sub-23, na semana que vem, em Maceió/AL.

FORAM DOIS jogos-treinos até aqui. O primeiro foi na noite dessa segunda-feira, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves, e o Montes Claros venceu por 3 sets a zero, parciais de 25/18, 25/14 e 25/17. O time visitante mostrou cansaço, já que havia chegado de uma viagem de 700 KM a menos de hora antes da partida.

O TIME inicial teve Rodrigo Ribeiro, Salsa, Maicon Leite, Bob, Juninho e André Nascimento (maior pontuador) – líbero Kachel. Só no terceiro set que o time mudou com as entradas do levantador Índio, do ponteiro Renan Purificação, os centrais Rafael e Milan Celic.

SEGUNDO

HOJE À tarde, o segundo teste. Como se trata de um jogo oficioso, os técnicos acertaram a disputa de quatro sets e o Montes Claros venceu todos: 25/16, 25/19, 25/16 e 15/13. Nesta quarta-feira, às 18 horas, acontece o terceiro jogo. A entrada é gratuita, mas a diretoria sugere aos torcedores que levem um quilo de alimento não perecível para doação às entidades sociais da cidade.

Marcelinho destacou a quebra de rotina
SOBRE OS jogos, o técnico Marcelinho Ramos revelou à VENETA que há mês tentava acertar os amistosos. Chegou a convidar os times paulistas das Superligas A e B, mas sem sucesso, até receber a resposta positiva do pessoal de Uberlândia. O time desta terça-feira teve Rodrigo Ribeiro, Salsa, Rafael, Bob, Juninho e Renan Purificação – líbero Kachel. Entraram nos 2º e 3º sets o líbero Gian, o levantador Índio, os centrais Rafael, Maicon Leite e o sérvio Milan Celic.

“INDEPENDENTE DE jogar contra uma equipe mais nova, o que importa neste momento é fazer o grupo quebrar uma rotina apenas de treinos”, comentou o treinador. Marcelinho elogiou o poder de ataque do seu time, mas acha que os atletas precisam ser melhores testados em outros fundamentos – como defesa e contra-ataque. “É fato também que o time vai se soltando a cada jogo. Gostei também do aproveitamento no saque”, completou.

SEGUNDO MAIOR pontuador no primeiro dia, o ponteiro Juninho avaliou como positiva a oportunidade de fazer os jogos. “Além de soltar o braço, o time pôde trabalhar mais na criatividade, já que a gente não conhecia o adversário e as reações às nossas jogadas não foram as mesmas que vemos, por exemplo, nos treinos”.

FORMADO BASICAMENTE por universitários entre 17 e 20 anos, o Futel/Uberlândia venceu a Liga Sudeste numa melhor de três jogos contra o juvenil do Sada/Cruzeiro: 3x1, 2x3 e 3x1. Com o título, garantiu a vaga na Liga Nacional, uma espécie de 3ª Divisão do vôlei brasileiro. A competição acontece na semana que vem, em Alagoas, contra os ganhadores das outras ligas regionais e o campeão garante vaga de acesso para a Superliga B.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: