Mineiro de base: Funorte perde duas e Victória nem entra em campo

FORMIGÃO “PERDE viagem” ao Vale do Aço, enquanto VC confunde mando de campo e sequer viajou

Funorte Sub-17 perdeu pela primeira vez na competição
O FUNORTE foi o único dos clubes de Montes Claros a entrar em campo pela terceira rodada do Campeonato Mineiro Sub-15 e Sub-17, no fim de semana. Sábado pela manhã, o Formigão jogou duas vezes contra o Usipa, em Ipatinga, mas sem pontuar.

O QUADRO infantil perdeu por 3 a 0, enquanto o time juvenil foi derrotado por 2 a 1. Na classificação da Chave B até aqui, o FEC perdeu uma posição em cada categoria. É o 5º colocado na Sub-15, com 3 pontos e o 4º colocado no Sub-17, com quatro pontos.

SEM VIAGEM

JÁ O Victória Clube nem entrou em campo. O time jogaria nos dois quadros contra o Inter de Minas, em Uberlândia, mas a viagem não aconteceu e para efeito de tabela a Federação Mineira de Futebol considerou o WxO nos dois jogos (placar de 1 a 0). 

O PRESIDENTE Reynaldo Dimas explicou à VENETA o porquê de clube não ter viajado. Segundo ele, “no dia sete deste mês, o Inter solicitou a mudança do mando de campo de Uberlândia para Montes Claros e o Victória concordou, mas a autorização passaria pela FMF”. No entanto, a Federação indeferiu o pedido na última sexta-feira (14), pela manhã. Reynaldo revelou que, por causa de outros compromissos, não teve acesso à decisão acreditando que o jogo seria na cidade.

“NÃO HAVERIA tempo hábil para viajar, já que as partidas aconteceriam no sábado pela manhã”, completou. O Victória agora trabalha para evitar uma punição da FMF. “Já providenciamos uma série de documentos para mostrar que não houve má fé e continuamos na competição, inclusive treinamos hoje (ontem) para a próxima rodada”. Por causa da ausência em Uberlândia, o Victória será julgado pelo TJD e corre o risco de ser multado entre R$ 100 e R$ 1 mil conforme o regulamento. Se for caracterizado abandono de competição, o clube será eliminado.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: