Mesmo sem paulistas, técnica espera ‘chave difícil’ na 1ª fase da Copa Brasil de Handebol

FRANCIS FAZ pesquisa sobre rivais do Rio, Pará e Paraíba e meta é garantir medalha como no Brasileiro de Manaus

ENQUANTO A vaga na Liga Nacional não é confirmada, o Montes Claros Handebol se concentra na disputa da Copa Brasil Adulto Feminino, a partir deste dia 17, em Fortaleza/CE. Times do Rio de Janeiro, do Pará e da Paraíba são os desafios das norte-mineiras. Os três estados estão representados pelas equipes que estão na Chave B da primeira fase, ao lado das atuais campeãs mineiras.

O MONTES Claros Handebol estreia diante das cariocas da Vila Olímpica/Manoel José Tobino, que tem uma parceria com a Força Aérea Brasileira (FAB), no primeiro dia de competição, às 15 horas.

A TREINADORA Francis Almeida deixa claro que a projeção do time é chegar ao pódio e brigar pelo menos pelo terceiro lugar, repetindo o desempenho que teve no Campeonato Brasileiro de Manaus, em maio último.

DE NOVO

A SEQUÊNCIA de jogos na primeira fase vai reeditar o confronto contra o Handebol Clube da Paraíba/Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), dia 18. Os times se enfrentaram nas semifinais do Campeonato Brasileiro de Manaus e as paraibanas venceram por três gols de diferença.

NA RODADA final, o MOC Handebol encara o Paysandu Sport Club, de Belém do Pará. Os dois primeiros garantem vaga nas semifinais, mas os demais também continuarão jogando para definir a classificação geral.

ASSIM COMO nas demais competições nacionais, a equipe norte-mineira garantiu a vaga na Copa Brasil por ser a atual bicampeã mineira.

SOBRE A chave, Francis destaca o fato de o time não enfrentar de imediato os times apontados como favoritos – Jundiaí/SP e o Clube Português/Associação de Ensino Superior de Olinda, de Pernambuco, que estão na outra chave da primeira fase. Mas isto não quer dizer que as coisas serão fáceis em sua chave. Ela está buscando informações dos seus adversários, pela internet ou pelas amigas em comum.

“TEMOS UM grupo muito determinado, que vem treinando há praticamente dois meses de forma intensa e concentrada. Reforço que a nossa meta está bem definida: queremos medalha de novo”, pontuou Francis.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: