Montes Claros Vôlei pode esperar mais por Kadu

PONTEIRO ESTÁ com a Seleção para o Pan, mas mesmo após os jogos pode voltar a BH para o Mineiro

EM RITMO de treino há um mês, o Montes Claros Vôlei aguarda pelo ponteiro Kadu para fechar o grupo que terá pela frente uma série de competições na temporada 2015/2016. Por enquanto, a espera tem sido inevitável já que o atleta está entre os 12 convocados para a seleção brasileira que disputará os Jogos Pan-Americanos de Toronto.

O GRUPO ainda está no Brasil e só seguirá viagem rumo ao Canadá depois do terceiro e último amistoso preparatório contra a seleção argentina, sábado, em João Pessoa. Nos outros dois testes, uma vitória para cada lado: 2x3 em Natal e 3x2 em Fortaleza. O Brasil está na Chave A do Pan, que tem a própria Argentina, Cuba e a Colômbia, adversária na estreia, dia 17. No outro grupo estão Estados Unidos, Canadá, Porto Rico e México.

KADU É o terceiro atleta que jogará pelo time da cidade a partir da parceria do MOC Vôlei com o Sada/Cruzeiro. O grupo anterior teve o central Pedrão, emprestado pelo clube da Capital e que teve uma temporada acima da média ao ponto de também ser convocado para a Seleção Brasileira. Para o grupo atual, além de Kadu, o técnico Marcelinho Ramos passa a contar com o líbero Kachel, também cedido pelo Sada.

MINEIRO

NO ENTANTO, a chegada do ponteiro na cidade pode demorar um pouco mais além do Pan. Como o Cruzeiro tem oito atletas em três seleções nacionais (Principal/Liga Mundial, Pan e de Novos/Sub-23) e está com o grupo reduzido (Winters está na seleção do Canadá), pode ser que Kadu tenha de jogar o Campeonato Mineiro pelo time azul e chegue a Montes Claros somente para a Superliga.

A REVELAÇÃO é do gestor do Montes Claros Vôlei, Andrey Souza, que garante que o empréstimo não será desfeito, mas diante dessa necessidade do Sada e do bom relacionamento entre os clubes, não haveria problemas em esperar pelo ponteiro um pouco mais.

“É CLARO que neste aspecto a gente vive a ansiedade do torcedor em ver o grupo completo e com a força máxima. Mas o fato de o atleta fazer parte da seleção brasileira há vários anos, deixa bem claro o seu alto nível técnico e por isso a gente compreende este interesse do Cruzeiro em contar com ele por mais um tempo”.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: