Montes Claros Rugby faz planos e espera apoio

TIME PENSA em disputar o Mineiro Seven’s, de calendário mais enxuto e acredita em reconhecimento oficial como nas demais modalidades federadas

Atletas do Terremoc mudam a
chave: do XV para o Seven's
NADA DE férias. Após as campanhas no Campeonato Mineiro Union e na Taça Tupi (2ª Divisão do Brasileiro), o Montes Claros Rugby espera um posicionamento da Federação Mineira para conhecer o calendário do Campeonato Estadual Seven, que será disputado provavelmente a partir de agosto.

DIFERENTE DA disputa Union (ou XV), ao invés de um jogo único a cada viagem (de 40 minutos cada tempo), o time fará uma série de partidas numa mesma data. O regulamento prevê a realização de três circuitos/etapas em cidades diferentes e nos circuitos, um mesmo time enfrenta todos os demais concorrentes. Os jogos tem apenas dois tempos de sete minutos cada – com um minuto de intervalo.

A PONTUAÇÃO dos três circuitos será única. Cada time pode inscrever até 12 atletas em cada circuito, com liberdade para alterações nas listas nominais. Os dois melhores colocados garantem as vagas de Minas Gerais no Campeonato Brasileiro Seven.

BOLSO

MANTIDO SOMENTE com recursos dos próprios atletas, o Terremoc enfrentou sérios problemas financeiros no Mineiro XV e na Taça Tupi. Algumas viagens aconteceram em cima da hora por causa com custo com o fretamento de vans e microonibus, outras em carros próprios e as últimas duas do Mineiro canceladas por falta de verba.

Veja também:
- “BH” domina na despedida do Terremoc da Taça Tupi
Experiência garante placar bem elástico na ida da Taça Tupi

PARA O Mineiro Seven, a expectativa é que o time receba ajuda oficial do município como acontece com os outros esportes (futebol, vôlei e handebol que estão em competições federadas), até porque os custos são bem menores em relação à disputa anterior. “Haverá apenas uma viagem por mês”, resume o capitão Wendell Guilhoto.

ASSIM COMO outros clubes do País, o Terremoc comemorou no início da semana a conquista da medalha histórica de bronze do time feminino do Brasil nos Jogos Pan-americanos do Canadá. (Foto: Daniel Teobaldo)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: