Convite à Seleção Brasileira

MONTES CLAROS Vôlei espera o “OK” da CBV para que time do Mundial Sub-21 venha à cidade para cinco amistosos

A SELEÇÃO Brasileira Sub-21 pode fazer parte da pré-temporada do Montes Claros Vôlei. O clube fez o convite ao diretor de competições da CBV, Radamés Lattari, para que o selecionado juvenil venha à cidade para uma série de amistosos contra o MOC Vôlei. Isso seria a parte final da preparação brasileira para a disputa do mundial da categoria, em setembro, no México, e incrementaria o trabalho dos norte-mineiros para o Estadual. Se a resposta for positiva, os testes acontecerão em agosto, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves.

A INFORMAÇÃO foi confirmada à VENETA durante o evento de apresentação à torcida do novo grupo do Montes Claros Vôlei, na noite dessa terça-feira, no Ibituruna Shopping. O novo auxiliar técnico do clube, Leandro Dutra, faz parte da comissão do Brasil Sub-21, que conquistou no fim de semana a Copa Pan-Americana do Canadá.

O técnico Marcelinho Ramos aprova os testes contra a Seleção Sub-21
O TREINADOR Marcelinho Ramos, que inicia a sua segunda temporada no clube, aprova a ideia. “Será positivo em todos os sentidos. O Montes Claros foi o primeiro entre os clubes da Superliga a iniciar a pré-temporada e, como havia dito, por esta diferença de preparação, pode ser que a gente tenha dificuldade em arrumar adversários para amistosos”, pontuou.

Ponteiro Bob durante a entrada do elenco no evento
O GESTOR do clube, Andrey Souza, está confiante numa resposta positiva da CBV, até porque, nesta temporada, o MOC Vôlei tem o apoio logístico de uma rede de hotéis, de uma empresa de ônibus e de um restaurante, o que seria determinante na redução dos gastos para a vinda da seleção. A ideia inicial, segundo ele, é realizar cinco amistosos entre o Montes Claros e a Seleção Sub-21, sendo três abertos ao público e outros dois fechados e em ritmo de jogos-treinos, com “melhor de quatro sets”.

BERNARDINHO

ALIÁS, NA apresentação que o time fez anteontem, a CBV aparece em destaque. O próprio Radamés Lattari fez um depoimento em vídeo com menção à força social que o projeto norte-mineiro tem. Na mesma linha, falou o técnico da Seleção Brasileira Adulta. Na gravação feita em um aeroporto no exterior, Bernardinho parabenizou a equipe pela manutenção por mais uma temporada e a cidade pela grande aceitação que tem com o vôlei – traduzida na melhor média de público da última edição da Superliga.

EMBORA A solenidade tenha atrasado o seu início em uma hora e meia (sem maiores explicações), a apresentação do novo time do Montes Claros aproximou torcedores e jogadores. Todos os atletas, indistintamente, foram assediados para fotos e até autógrafos. O sérvio Milan Celic e o oposto André Nascimento, primeiro medalhista olímpico a vestir a camisa de uma equipe da cidade, foram os mais procurados.

Campeão olímpico André Nascimento entre os mais assediados
INDAGADO SOBRE a possibilidade de o currículo lhe garantir um lugar cativo no time, André Nascimento ponderou: “quando eu comecei na carreira, passei por times que tinham jogadores da seleção e isso não foi determinante para que eles jogassem sempre. O que vai decidir posição é a aplicação e o comprometimento, mas é importante lembrar que no vôlei o conjunto está acima da individualidade”.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: