Esboço de parceria com paulistas

GERENTE DO Uberlândia sinaliza interesse em acordo com o Funorte para o Campeonato Mineiro da 2ª Divisão

Malamud sinalizou possibilidade de ampliar parceiros no interior de Minas
DEPOIS DA tentativa frustrada de conseguir uma vaga no Módulo II pelo índice técnico em substituição ao Nacional EC, o que o manteve no Campeonato Mineiro da 2ª Divisão por pelo menos mais uma temporada, o Funorte só terá compromisso em campo com o futebol profissional a partir de maio. Para este ano, a projeção da Federação Mineira de Futebol é de começar a “Terceirona” ainda em julho.

MAS NOS bastidores, o Formigão esboça novidades para tentar o acesso outra vez. Seguindo o modelo do Uberlândia Esporte, o clube pode acertar uma parceria para o departamento de futebol, que consiste no recebimento de jogadores oriundos de clubes paulistas. O acordo seria de “mão dupla”, com a projeção também de atletas vinculados ao FEC para outros centros de futebol do País.

TOM

O PRIMEIRO tom da conversa aconteceu no último sábado, com a vinda da diretoria do Uberlândia a Montes Claros. Márcio Malamud é o atual gerente do Verdão e desde o final do ano passado assumiu o futebol do clube. Mas o currículo é mais vasto: foi vice-presidente do São Paulo por 16 anos. Ele será mandatário no tradicional clube do Triângulo pelos próximos dez anos, com a possibilidade de renovação por mais uma década. Um de seus parceiros é o empresário Wagner Ribeiro, também agente Fifa e responsável pela carreira de ninguém menos que Neymar. Aliás, o instituto que leva o nome do atacante do Barcelona é o patrocinador das camisas do UEC.

MALAMUD TEVE o primeiro contato com o diretor executivo do Funorte, Cristiano Dias Júnior, e com o supervisor Odair Borges, ao final do jogo em que o Uberlândia venceu o Montes Claros FC pelo Módulo II. “Fiz apenas uma sondagem. Montes Claros é uma praça de referência quando se fala no futebol do interior de Minas. Claro que as características dos clubes e das cidades são diferentes, mas vejo como interessante a possibilidade de ampliar o nosso trabalho por aqui”, disse Márcio, em conversa exclusiva com a VENETA.

INDAGADO SOBRE o objetivo da conversa, Cristiano Júnior revelou apenas que o bate-papo foi sobre o futebol de um modo geral, mas deixou nas entrelinhas que há alguma proposta neste sentido. “Ainda não tem nada definido”, disse aos risos na saída do Estádio José Maria Melo.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: