De “roupa nova”, Terremoc estreia no Mineiro de Rugby

TIME FAZ sua segunda temporada na elite estadual e encara o Uberlândia: um dos favoritos ao título; mais uma vez a superação é a marca do Terremoc

Presidente Pedro Emanuel apresenta o uniforme novo no Camisa 12/TV Geraes
ATUAL DETENTOR da Taça de Bronze, o Montes Claros Rugby faz neste sábado, no início da noite, a estreia em sua segunda temporada no Campeonato Mineiro da 1ª Divisão Union (XV). O adversário é o Uberlândia Rugby, a partir das 18 horas, no Campo do Centro Esportivo da Unimontes. O Estadual neste ano terá seis clubes, que se enfrentarão em um turno na primeira fase – os quatro melhores fazem as semifinais.

MESMO QUE ainda esteja com limitações financeiras, o clube chega sem atropelos para a abertura do Mineiro. Registrou todos os atletas e cumpriu dentro do prazo a primeira das quatro parcelas da anuidade junto à Federação. A agenda de dois treinos por semana foi cumprida à risca, assim como a preparação física com trabalhos dirigidos e academia.

TODOS TÊM consciência de que o adversário de hoje aparece como um dos favoritos ao título mineiro, mas o clube se apega aos resultados conquistados na temporada passada, quando enfrentou a disputa como novato e terminou em quinto lugar – surpreendendo equipes mais tradicionais.

"AGILIDADE, VELOCIDADE E COLETIVIDADE"

O JOGO marcará, ainda, o lançamento do uniforme alternativo do Terremoc, agora nas cores azul e branco e com símbolos do esporte, com os tribais Maori e as bandeiras de Minas Gerais, do Brasil e da Nova Zelândia, numa alusão ao fundador do time, Glenn Townshend – que também é homenageado na nova camisa. Ele foi o técnico do MC Rugby até o final do ano passado, época em que retornou para a Nova Zelândia.

“JÁ TÍNHAMOS essa ideia de criar um novo jogo de uniforme com cores diferentes em relação à primeira camisa”, disse o presidente Pedro Emanuel. Segundo ele, o uniforme utilizado até então, nas cores verde, branco e amarelo, será mantido. Sobre o tribal, que adere uma das mangas da camisa, simboliza “agilidade, velocidade e coletividade”.

Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: