Bicho mudado para Patrocínio

TÉCNICO DO Montes Claros faz modificações em todos os setores para buscar a 1ª vitória no Módulo II, neste sábado, diante da SEP

Na estreia, Diogo Brasília foi o 2º volante e agora joga mais adiantado (Ch Jil Vann)
O PRIMEIRO dos dois desafios consecutivos fora de casa para o Montes Claros FC será na tarde deste sábado, contra a Sociedade Esportiva Patrocinense, pela segunda rodada do Campeonato Mineiro do Módulo II – Grupo B. O jogo acontece no Estádio Júlio Aguiar, a partir das 17 horas. Na estreia, há uma semana, o Bicho apenas empatou em casa contra o Tricordiano (1x1), enquanto a SEP foi derrotada pelo Araxá (0x1).

QUEM ACOMPANHOU o coletivo final, quinta à tarde, no Estádio José Maria Melo, já sabe que o treinador Allan Kardeck Neto não repetirá o time do primeiro jogo. A formação titular apresentava mudanças em todos os setores, algumas por questões físicas e outras por opção técnica. A primeira delas está na zaga: saem Rodolfo e Wellington Pedra e entram os experientes Santana e Douglas Henrique.

OS MEIAS Rômulo e Caio Tavera e o atacante Índio deixaram o campo antes do término do treino por causa de pequenas dores musculares. O zagueiro Rodolfo sequer entrou em campo, assim como o lateral esquerdo Aurélio, que entrou no intervalo da partida diante do Tricordiano. Ambos sofreram pancadas no primeiro jogo e ainda seguem em tratamento. Por outro lado, o meia Renilton, que não estreou por dores, está à disposição.

NO VESTIÁRIO

Índio deixou o coletivo antes do término e também é dúvida (foto: Alex Sezko)
DIANTE DO cenário, o Bicho que buscará a primeira vitória dependerá de avaliações no vestiário para definir o onze titular. Mas o preparador físico Wagner Meira adiantou à VENETA que não é em todos os casos há risco de veto para este compromisso em Patrocínio. “Alguns saíram mais cedo do treino, ou mesmo não entraram em campo, por precaução”, disse.

JÁ O treinador reconheceu que o time sentiu um pouco a falta de entrosamento e a ansiedade de uma estreia em casa, além do fato de que alguns atletas não tiveram o mesmo tempo de preparação. “As reações são diferentes, mas trabalhamos mais forte nesta semana em busca de uma unidade tática. Nos treinos, rendemos mais e acredito que o jogo será mais produtivo em relação à estreia”, disse.

O GOLEIRO Gabriel fez um pedido aos jornalistas para que, a partir de agora, seja chamado pelo primeiro nome (Jonas). O provável Montes Claros é este: Jonas; Fayllon, Santana, Douglas Henrique e Ronaldo; Wagner Gaúcho, Renilton, Caio Tavera (Augusto ou Rômulo) e Diogo Brasília; Rafael Bill e Índio (Rafael Filipe).

MAIS TEMPO FORA

APÓS O jogo, a delegação formada por vinte atletas permanecerá em Patrocínio até a manhã de quarta-feira, de onde seguirá a viagem de 106 quilômetros rumo a Araxá, local do terceiro jogo pela competição, contra o Araxá Esporte. A opção de permanência na região foi da gerência do clube, como força de reduzir custos e o desgaste físico com uma viagem a mais de quase 600 quilômetros.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: