Montes Claros Vôlei recebe o Taubaté e espera acertar o saque

NO PRIMEIRO jogo em casa pela Superliga neste ano, técnico espera que time consiga equilibrar as forças no saque e na defesa

NA PRIMEIRA partida em casa pela Superliga Nacional em 2015 (já jogou neste ano como mandante, mas pela Copa Brasil), o Montes Claros Vôlei enfrenta o Funvic/Taubaté neste sábado, às 19 horas, pela quinta rodada do returno. O adversário, que tem o oposto Lorena como um de seus principais jogadores, é o vice-líder da competição (34 pontos) enquanto o MOC ocupa o oitavo lugar (18 pontos), o último da zona de classificação para os play-offs. Os ingressos custam R$ 5,00 e podem ser adquiridos nas bilheterias do Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves, local da partida.

PARA O técnico Marcelinho Ramos, não somente pela boa campanha, o Taubaté merece muita atenção pela força que tem no saque. “É a segunda melhor equipe em eficiência neste fundamento; muito forte. Em contrapartida, a gente vai precisar sacar muito bem para [quebrar o passe do adversário] fazer com que o nosso bloqueio funcione, especialmente nesta partida”, disse.

SEGUNDO ELE, ao longo da semana, o trabalho no saque mereceu atenção especial junto ao grupo. “A gente precisa melhorar de alguma forma e jogar em casa sempre ajuda. Temos avançamos. Estudamos bem o adversário e sabemos que além do saque a defesa e o bloqueio precisam ser eficientes”, reforçou o central Acácio, entre os mais experientes do elenco.

ALÉM DE Lorena, o Taubaté conta com nomes de destaque como Dante, Lipe e Sidão, todos com passagens pela Seleção Brasileira, além do central Deivid, que atuou pela primeira equipe profissional que a cidade de Montes Claros teve, em 2009/2010.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: