Gestor do Montes Claros Vôlei assume nova função na Associação de Clubes

ANDREY SOUZA passa a ser o 1º secretário da entidade e responderá pelos projetos de reestruturação dos clubes e gestão

Andrey Souza agora é secretário da ACV
MONTES CLAROS segue representada no comando da Associação de Clubes de Voleibol. Nessa terça-feira, em São Paulo, a entidade realizou a eleição de diretoria para o biênio 2015/2016 e o gestor do Montes Claros Vôlei, Andrey Souza, assumiu o cargo de 1º secretário da entidade – acumulará também a função de tesoureiro. Na gestão anterior, ele ocupava a presidência do conselho fiscal.

AINDA NO encontro na capital paulista, foram estabelecidas duas frentes de trabalho para a ACV: a de “estrutura e gestão” e a de “competição e marketing”. Andrey ficará à frente da primeira delas, como o responsável pelo diálogo junto aos organismos competentes para o fortalecimento dos clubes. Os dirigentes aprovaram ainda a alteração do estatuto da ACV, de forma que a entidade possa pleitear recursos federais a partir da legislação específica.

UMA DAS propostas lançadas diz respeito à possibilidade de o vôlei adotar um modelo parecido ao do basquete, que há quase quatro anos tem sua liga independente e recebe anualmente R$ 6 milhões, valores revertidos aos clubes para investimentos em infraestrutura e gestão.

BASE EM MINAS

A BASE da gestão da ACV será em Minas Gerais, uma vez que Vittorio Mediolli, proprietário do Sada/Cruzeiro e que é o primeiro vice-presidente, assumirá a presidência interina. O deputado federal Ricardo Barros, do Maringá Vôlei, que foi eleito presidente, teve que formalizar o pedido de licença para não comprometer a Associação. Uma entidade presidida por político ficaria proibida de receber recursos financeiros.

NOS PRÓXIMOS dias, a direção da ACV estará reunida com o comando da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) para apresentação de propostas e sugestão de parcerias. “Os trabalhos estão começando, mas com objetivos bem definidos para o fortalecimento das competições oficiais e a estruturação dos clubes. Ao invés de dependências entre as partes, pretendemos estabelecer parcerias”. (Foto: Ch Jil Vann)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: