Nacional desiste oficialmente e Funorte espera FMF para saber se joga o Módulo II

NEC PROTOCOLOU pedido de desistência nessa sexta-feira e cúpula da Federação ainda não se pronunciou sobre a vaga em aberto

O PRESIDENTE e proprietário do Nacional Esporte Clube, Amarildo Ribeiro, equipe que até então representava a cidade de Muriaé, protocolou o pedido de licença das competições oficiais no Estado. O registro aconteceu na tarde dessa sexta-feira, na sede da Federação Mineira de Futebol, e renova a expectativa do Funorte em ser chamado para substituí-lo. A curiosidade foi saber que o documento, embora tenha sido protocolado agora, data de 15/12.

UMA FONTE revelou que, logo após a decisão do dirigente, o departamento técnico da FMF se reuniu com o presidente Castelar Guimarães Neto para saber qual será o procedimento a partir daí. No entanto, nenhuma posição oficial foi divulgada até o momento. O Nacional,que já foi de Fabriciano, Nova Serrana, Patos de Minas e por último de Muriaé, tinha vaga garantida no próximo Mineiro do Módulo II.

A CONSEQÜÊNCIA sobre o fato gera duas variáveis. A FMF teria autonomia para oficializar o acesso do Funorte, terceiro colocado da Segunda Divisão, para a vaga em aberto sem consultar os demais participantes? Ou a inclusão de um novo participante passaria a depender de uma assembleia com os outros 11 clubes?

TEORICAMENTE, COM a desistência, o Nacional definiria automaticamente uma das duas vagas de rebaixamento. O Funorte, que trabalhou nos bastidores, foi no vácuo, e apresentou o pedido para preenchimento da vaga.

Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: