MOC Vôlei derruba o Sesi em São Paulo

DE VIRADA, time vence o primeiro jogo como visitante nesta Superliga; defesa e contra-ataque foram decisivos

Titular em São Paulo, o central Pedrão fez 12 pontos
NUM DOS jogos mais longos da Superliga até aqui, o Montes Claros Vôlei mostrou poder de concentração e reação e finalmente conquistou sua primeira vitória como visitante na competição. O duelo começou na noite dessa quarta e terminou somente na madrugada desta quinta-feira, com 3 sets a dois – de virada – sobre o Sesi/SP, na Capital Paulista. As parciais foram de 25/22, 32/34, 21/25, 28/26 e 15/12. No turno, os paulistas haviam vencido em Montes Claros por 3 a 1.

FORAM DUAS horas e 22 minutos de disputa,que valeu pela primeira rodada do returno, e o oposto Edinho, que entrou no decorrer dos três primeiros sets e foi titular nos demais, recebeu o troféu Viva Vôlei como o melhor em quadra. 

MAS NÃO seria exagero se o levantador Rodriguinho também o levasse diante da eficiência na distribuição das bolas. Já o ponteiro argentino Cristian Poglajen foi o maior pontuador do time, com 17 anotações. O contra-ataque e a defesa foram dois dos fundamentos de maior destaque de todo o time.

A VITÓRIA manteve o Montes Claros na sétima colocação, agora com 15 pontos, dois a menos que o Maringá. O segundo set, que foi o mais longo com seus 66 pontos, durou 37 minutos. Importante ressaltar a estreia do ponteiro Cléber Mineiro, que chegou há uma semana e mesmo ainda sem ritmo de jogo entrou e fez dois pontos no segundo set.


NO DOMINGO, após três partidas seguidas como visitante, o time voltará a atuar em casa, contra o Sada/Cruzeiro, às 19 horas, pela Superliga. (Foto: Lucas Dantas)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: