Funorte empata de novo em casa, mas segue líder da 2ª Divisão MG

COM SUCESSÃO de desfalques, time fez gol olímpico, sofreu virada do Nacional, mas foi buscar o empate no sacrifício do atacante Léo Andrade

Léo Andrade fez o gol de empate e depois precisou de atendimento médico
A LIDERANÇA permanece, mas o Funorte tropeçou mais uma vez em casa pelo Hexagonal Final do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão. No sábado, o time vencia o Nacional de Muriaé até os 32’ do 2º tempo com um gol olímpico de Peu, tomou a virada no placar e nos acréscimos conseguiu o empate. O resultado em 2 a 2, combinado com os demais resultados da quarta rodada, manteve o Formigão como líder, agora com oito pontos, mas apenas um à frente do próprio Naça e do Uberaba.

O ESTÁDIO José Maria Melo recebeu o melhor público do Funorte nos seis jogos pelo Mineiro da Segunda Divisão. Cerca de 330 pessoas pagaram ingresso. O técnico Everaldo Soares teve problemas para escalar o time com os vetos do goleiro Villa e do meia Rômulo por contusão muscular.

AOS 10’, pelo mesmo problema físico, o zagueiro Ciro Luiz teve que ser substituído. Rodrigo Sena entrou em seu lugar. E mais um contratempo: indisposto, o artilheiro Léo Andrade começou no banco e Flávio Torres foi o titular no comando do ataque.

MELHOR

AINDA ASSIM, o FEC foi melhor que o visitante. Teve maior posse de bola e investiu no apoio dos laterais Geison e Peu. A melhor chance de gol aconteceu ainda no 1º tempo terminou com uma bola na trave.

Peu fez um gol olímpico aos 22'
NA ETAPA final, ciente que precisava buscar a vitória, o Funorte sacou o meia Cesinha e entrou com mais um atacante: Léo Andrade. A blitz ofensiva culminou na abertura do placar. Peu cobrou um escanteio pela direita e acertou o gol. Léo Andrade tocou na bola, mas ela já havia entrado.

O GOL que deveria dar confiança ao Funorte acabou deixando o time acomodado e o Nacional soube aproveitar. Em dois minutos, virou o placar. Aos 30’ com Danilo, após falha da zaga tricolor na saída que deixou a bola sobrar nos pés do atacante visitante, e aos 32’, com Ygor, numa jogada individual de Diego Rosa que atravessou o campo com a bola sem ser incomodado. Ele tocou para Ygor, que teve tempo de dominar no peito e bater rasteiro na saída de Manu.

A VIRADA no placar abalou o Funorte, que logo depois ficou com um jogador com a menos com a expulsão de Léo Baiano por reclamação. Everaldo foi para o tudo ou nada e sacou Flávio Torres para a entrada de Tiago Pitbull, que prendeu a marcação do lado direito da defesa do Nacional e deixou espaço para o apoio de Peu.

E O lateral esquerdo foi novamente decisivo. Aos 46’, ele foi à linha de fundo e cruzou na cabeça de Léo Andrade, que fez o gol e garantiu mais um empate ao Formigão como mandante. No meio de semana, o time já havia empatado com o Uberaba, em casa (0x0). Após o apito final, Léo precisou ser levado a um hospital por causa do mal-estar.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: