Equilíbrio do Hexagonal faz FEC acreditar em vitória em Muriaé

UM DOS líderes do grupo, goleiro Villa lembra que todos os times já tropeçaram como mandantes

EM CONFRONTO direto pela fase decisiva do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão, o Nacional é o primeiro obstáculo da miniturnê que o Funorte faz longe de casa. O jogo válido pela sétima rodada do Hexagonal Final será neste sábado, a partir das 17 horas, no Estádio Soares de Azevedo, em Muriaé. Logo após o time seguirá viagem para o Triângulo Mineiro, onde enfrentará o Uberaba Sport daqui a quatro dias.

O NAÇA é o primeiro colocado com 11 pontos e o FEC vem logo atrás com 9. No turno, os times empataram em 2 a 2 em Montes Claros. Ainda hoje, a rodada tem mais dois jogos: Betinense x Uberaba e Valério x Portal.

DIANTE DA possibilidade de retomar a liderança isolada, o que aconteceu nas três primeiras rodadas do Hexagonal quando o time somou sete pontos, o discurso no Formigão é de buscar a vitória fora de casa, até mesmo para compensar a sequência de três empates que teve como mandante no Estádio José Maria Melo.

MUITO IGUAL

“O CAMPEONATO está muito equilibrado e por isso podemos buscar esta vitória fora de casa. Não tem nenhum time sobrando. A distância entre o líder e o quinto colocado é só de 3 pontos. Até mesmo o lanterna Betinense mostra isto: não perdeu nenhuma vez por mais de dois gols de diferença”, analisa o goleiro Alexandre Villa. Ele foi poupado no coletivo apronto do FEC, mas pôde trabalhar a parte física e está confirmado para o duelo desta tarde.

O TIME titular para esta tarde ainda não está definido. O grupo já sente o desgaste físico pela sequência de jogos, treinos e viagens e por isso alguns atletas até então titular podem entrar somente no decorrer do jogo, como é o caso do meia Rômulo. Outra dúvida está na função de segundo volante. Com as suspensões de Léo Baiano e Felipe Borges e com a contusão de Felipe China, o ex-júnior Pontal e o zagueiro Rodrigo Sena disputam a posição.

PROVÁVEL TIME: Alexandre Villa, Geison, Rodrigo Sena (Ciro Luiz), Ícaro Baiano e Peu; Anderson Toto, Pontal (Rodrigo Sena), Cezinha (Rafinha) e Rômulo; Peri e Léo Andrade.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: