Com três substituições forçadas, Funorte apenas empata em casa

MAS O ponto foi suficiente para o time continuar na primeira colocação geral do Hexagonal Final

O Funorte teve boas chances, mas não conseguiu passar pela defesa do USC
O FUNORTE recebeu o Uberaba Sport e se manteve invicto como mandante, mas a vitória não veio. Os dois times empataram sem gols, quarta-feira à noite, no Estádio José Maria Melo, pela 3ª rodada do Campeonato Mineiro da Segunda Divisão. Ainda assim o ponto foi importante, pois devolveu o Formigão a ponta isolada do Hexagonal Final, agora com sete pontos.

O JOGO foi equilibrado do início ao fim. A chuva deixou o campo mais pesado, mas não comprometeu a parte tática dos dois lados. No primeiro tempo, o Funorte teve pelo menos três chances de abrir o placar se não fossem as intervenções do goleiro Gilberto. Outra aposta foi com as jogadas de bola parada, mas o bom posicionamento da zaga visitante comprometeu o "poderio aéreo" do Tricolor.

ALIÁS, O goleiro do USC precisou ser substituído no intervalo por causa de uma contusão muscular. O Funorte passou pelo mesmo problema. Alexandre Villa deixou o campo ainda no primeiro tempo, contundido. O ex-júnior Manu entrou em seu lugar e deu conta do recado.

ORDEM FÍSICA

OUTRAS DUAS mudanças que o técnico Everaldo Soares processou no Funorte também foram de ordem médica. O lateral direito Geison e o volante Felipe China sentiram no desgaste físico e foram substituídos por Flávio Torres e Felipe Borges, respectivamente.

"A GENTE sempre joga pela vitória, mas diante das circunstâncias o empate foi muito importante porque nos manteve à frente de todos. Mas temos que superar as adversidades para fazer um bom jogo e vencer o Nacional. Será fundamental para continuar com chances reais do acesso", revelou o técnico Everaldo Soares.

O ATACANTE Flávio Torres lamentou as poucas chances de finalização na etapa final. "Os atletas se conhecem e o Uberaba fez uma marcação individual, mas o empate tem seu valor porque permanecemos invictos em casa".

NO SÁBADO, o time volta a jogar como mandante, às 17 horas, contra o Nacional de Muriaé, vice-líder da fase final com seis pontos. Se reencontrar o caminho da vitória, o FEC abrirá quatro pontos de vantagem em relação ao rival. (foto: Cid Bruno)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: