Tri como atleta, "Lourão" comemora conquista inédita como treinador

Lourão conquista o primeiro título amador como técnico
CAMPEÃO AMADOR pela primeira vez como técnico, Ronaldo Soares, o Lourão, resumiu a final como um jogo muito truncado. “Os dois times se respeitaram bastante. O Vasco valorizou muito nosso título, porque foram poucas chances de gol e soubemos aproveitar uma delas”, disse.

EMBORA O clima seja de festa, Lourão, que já havia sido tricampeão como jogador, não deixou de lamentar algumas dificuldades ao longo da competição. “Às vezes o entrosamento não sai como a gente queria. Treinamos apenas uma vez por semana. Para compensar isso, fizemos um trabalho especial nas bolas paradas, inclusive nos laterais, como foi no lance do nosso gol”.

Capitão do Maga, Serjão recebe a taça dos coordenadores
CAPITÃO DO time, o zagueiro Serjão comemorou seu segundo título amador. Havia sido campeão com o Santa Lúcia, mas mesmo assim comemorou bastante. “O Magalhães estava na fila há mais de dez anos. Era muito tempo sem ganhar e acabamos com o jejum”.

JÁ RAFAEL Abreu, o Maranhão, que carrega no apelido o nome do estado em que nasceu, fez questão de agradecer a acolhida que teve no grupo do Magalhães. Sobre o gol, resumiu como oportunismo do atacante. “Estou lá para isso e graças a Deus fiz o gol do nosso título”, completou.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: