Montes Claros vence no sufoco do tie-break

PRIMEIRA VITÓRIA garante dois pontos e a terceira colocação provisória no Campeonato Mineiro de Vôlei

O Montes Claros agora é o terceiro colocado com dois pontos
A REAÇÃO veio e o Montes Claros conquistou sua primeira vitória na primeira fase do Campeonato Mineiro de Vôlei. Na manhã/tarde de domingo, no Ginásio Poliesportivo Tancredo Neves, o time derrotou a UFJF por três a dois, parciais de 27/25, 27/25, 17/25, 23/25 e 15/13, em mais de duas horas e meia de jogo. Com os dois pontos, o time passou para o terceiro lugar. Mais uma vez, o público foi destaque com a presença de cerca de 2,1 mil pessoas. No sábado que vem, reencontra a equipe de Juiz de Fora como visitante.

O JOGO começou às 10 horas e o forte calor até o final da partida foi um adversário a mais para os dois lados. Parte do público não resistiu e chegou a deixar o ginásio ainda com a partida em andamento.

EMBORA OS placares em praticamente todos os sets tenham sido apertados, o Montes Claros fez o jogo parecer fácil ao vencer os dois primeiros. Começou o terceiro set quatro pontos à frente (8x4), mas uma sucessão de erros de ataque e no saque permitiu a reação do adversário, que venceu os dois sets seguintes e forçou o tie-break.

ANSIEDADE

PARA O oposto Edinho, maior pontuador em quadra, a ansiedade impediu que o time vencesse por 3 a 0 ou 3 a 1. “O placar dilatado no início do set nos deu uma tranqüilidade que não existia. Foi uma partida muito dura e equilibrada. Eles souberam nos marcar. Fizemos todas as variações em quadra e posso dizer que testamos nossa resistência”, disse.

RECÉM CHEGADO à cidade, o central Pedrão não seria relacionado para o jogo, mas acabou atuando depois que o time ficou sem o oposto Léo Mello, que torceu o tornozelo no treinamento do sábado. Pedrão, que está em MOC por empréstimo do Sada/Cruzeiro, acabou desempenhando as duas funções no decorrer da partida. Outro que chegou há menos de cinco dias, o levantador Índio também foi para a quadra e acabou sendo importante para as variações de jogo na rede do Montes Claros.

SOBRE O calor, o técnico Carlos Schwanke minimizou o desgaste. “Os nossos treinos são quase nas mesmas condições. O que houve foi um jogo muito equilibrado, mas conseguimos melhorar nosso rendimento em relação aos dois primeiros jogos. Mexemos muito, rodamos o time, sobretudo para dar mais poder de ataque aos ponteiros, o que deu certo ao final do jogo”.

O MONTES Claros começou com Edinho, Túlio, Acácio, Cristian Poglajen, Salsa, Gian (líbero) e Rodriguinho. Entraram ainda Índio, Pedrão, Ezinho, Lucas Gil e Igor Ceará. A UFJF, do técnico Chiquita, teve Iallison, Pirulito, Bérgamo, Manius, Sérgio, Fábio e Rodrigo Ribeiro. Também jogaram Alemão, Geni e Tarcísio.

O SADA/Cruzeiro tem 11 pontos, contra dez do Minas Tênis Clube (ambos com quatro jogos). A UFJF tem apenas um.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: