Encontro reforça projeção de Montes Claros no Aeromodelismo

EVENTO QUE começa daqui a dois dias já é apontado como o segundo em público do País; saiba como ser um iniciante na modalidade

O brasiliense Sassaki é o atual campeão brasileiro da modalidade
MONTES CLAROS está a dois dias de sediar mais edição do Aeromontes, o 3º encontro nacional de aeromodelismo. O evento reunirá praticantes, colecionadores, revendedores e simpatizantes das réplicas de aeronaves em miniatura, dos mais diversos estilos – várias de altas performances. Dentre as atrações pequenos jatos que chegam a 350 quilômetros por hora. Um dos convidados é Bráulio Lorenzo (BH), campeão brasileiro em voos com helicópteros no ano passado, e Maurício Sassaki (DF), atual campeão nacional. Em 2013, o encontro foi considerado o segundo do país em público.

Bráulio é um dos mais habilidosos
em voos 3D com helicópteros
A PROGRAMAÇÃO entre o sábado e domingo, das 8 às 19 horas, acontecerá no Clube Hobby MOC, a quatro quilômetros da cidade (às margens da BR-135, sentido Bocaiuva). Entre as atrações antecipadas para a abertura oficial está a “revoada” com aviões de verdade, numa parceria entre o clube de aeromodelismo e o Aeroclube Flamarion Wanderley – alguns com “bomba” de fumaça para apresentações.

DIANTE DO sucesso de público nas apresentações do ano passado, os critérios de segurança e conforto foram reforçados, com a instalação de tendas, banheiros e praça da alimentação. Haverá um isolamento para os pilotos.

MAIS DE 200 PRATICANTES

A CIDADE tornou-se um dos redutos desta modalidade em Minas – inclusive com o automodelismo (carros) e até em nautimodelismo (barcos). O Hobby MOC, que funciona em terreno próprio (há sinalização para o acesso), possui 50 filiados assíduos, mas o número de praticantes é bem maior. Outras 200 pessoas também possuem aeromodelos, mas preferem praticar em suas propriedades como fazendas e sítios ou mesmo em outros espaços que não sejam a sede do clube.

Estrutura do Hobby MOC com cobertura, asfalto e proteção (foto: Santiago Daniel)
PARA QUEM pretende começar no aeromodelismo, o custo inicial chega a R$ 600,00, com um avião simples de EPO (um tipo de isopor próprio para a modalidade), já equipado com o rádio de comando. “É um modelo próprio para iniciantes, com diversão é garantida”, explica Marcos Farley Gomes, um dos associados do Hobby MOC, em conversa com a VENETA.

O APRENDIZADO para controlá-lo pode acontecer junto aos praticantes mais antigos na cidade, que se encontram sempre aos finais de semana. “Temos instrutores de voos no clube para orientar os iniciantes ou mesmo aqueles que ainda não conhecem as regras”, explicou o diretor Alex Câmara, em entrevista ao Momento Esportivo (TV Canal 20).

A AUTONOMIA dos pequenos aviões dependerá do tipo de motor – e do avião. Aqueles movidos por gasolina voam por mais tempo (30 minutos) e os modelos a bateria ficam, em média, por 10 minutos no ar. A distância que o comando por rádio pode chegar a 1,7 mil metros, mas em geral os voos acontecem a 300 metros de altura – para se manter o contato visual. “Se for mais longe do que isso a chance de perder a referência é muito grande, com exceção daqueles aviões que têm câmeras instaladas”, completa Marcos. (Fotos: Divulgação)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: