Empate sem gols em Ibirité ainda deixa o Funorte em 2º no Mineiro Júnior

FOI O segundo empate seguido; nesta quarta, time faz confronto direto contra a ADMH/Betim

Técnico Marloin acha que o duelo desta
4ª pode ser decisivo para definir vaga
O FUNORTE voltou a empatar no Campeonato Mineiro Júnior. No sábado, o time jogou em Ibirité e ficou no 0 a 0 com o Boa Esperança. A rodada abriu o returno da 1ª fase e o resultado manteve o clube montes-clarense na segunda colocação da Chave C, agora com 12 pontos. O Cruzeiro é o líder com 21 pontos e só os dois primeiros se classificarão para o Hexagonal Final. Ainda no final de semana, mais dois jogos: Guarany 0x1 União e Santa Cruz 0x3 Cruzeiro.

O EMPATE com o Boa em 0x0 pôs fim à série de vitórias que o Formigão tinha até aqui fora de casa. Até então, havia vencido todos três os jogos: 1x0 Santa Cruz/BH, 3x0 AMDH/Betim e 1x0 União de Itabirito. Menos mal que o time se manteve invicto como visitante.

JOGO JÁ NESTA QUARTA

A FOLGA na tabela será curta. Nesta quarta, às 17 horas, o FEC jogará contra a ADMH, de Betim, no Estádio José Maria Melo. Foi o segundo empate entre Funorte e Boa Esperança. Na semana passada, os times empataram em um gol no fechamento do turno.

O DUELO nesta quarta-feira é a chance real de o FEC abrir vantagem em relação ao time de Betim, adversário mais próximo na tabela de pontos, com 10 pontos. Por isso, o técnico tricolor Marlon Araújo vê o confronto direto como determinante para as pretensões do seu time. “Esta partida pode valer a vaga”, resumiu.

NO TURNO, o Funorte venceu por 3 a 0, fora de casa. O jogo mexe ainda com a auto-estima do elenco: vencer como mandante, o que não aconteceu até aqui. Foram três jogos em Montes Claros, com dois empates e uma derrota.

CLASSIFICAÇÃO

1) CRUZEIRO, 21; 2) Funorte, 12; 3) ADMH e União, 10; 5) Boa Esperança, 9; 5) União, 7; 6) Santa Cruz e Guarany, 2. Somente os dois primeiros colocados classificam-se para o Hexagonal Final, que será disputado após a copa do mundo.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: