Gol nos acréscimos impede a primeira vitória do Bicho

MESMO FORA de casa, o time vencia o Tricordiano até os 49’ do 2º tempo; com o empate, segue em quinto lugar

A CENA do final de semana se repetiu e com um gol já no final do jogo, o Montes Claros FC deixou escapar pontos preciosos na briga pelo acesso à elite estadual. Na tarde de ontem, o time vencia o Tricordiano por 2 a 1 até os 49 minutos do 2º tempo quando sofreu o gol de empate.

O JOGO realizado no Estádio Elias Arbex, em Três Corações, valeu pela 4ª rodada do turno do Hexagonal Final do Mineiro do Módulo II. Cada time terminou a partida com um jogador a menos. Os zagueiros Santana (MCFC) e Tairone (Tricordiano) foram expulsos no segundo tempo.

RAFAEL FILIPE abriu o placar aos 5 minutos do segundo tempo. Maxsuel empatou para o Tricordiano aos 25’, mas Índio, que voltou a ser relacionado para o jogo depois de duas rodadas de punição da diretoria, recolocou o Montes Claros à frente, aos 44’. Mas ainda havia os descontos. O árbitro apontou cinco minutos de acréscimo e o Tricordiano soube aproveitar o tempo extra. Aos 49’, de cabeça, o atacante Yan Magro empatou.

FINALZINHO

PARA JUSTIFICAR a cena repetida: no sábado passado, o MCFC empatava sem gols com o Democrata/GV no Estádio José Maria Melo e sofreu um gol aos 44’. Acabou derrotado. Com o resultado no Sul de Minas, ontem, o Bicho passa a ter apenas dois pontos na classificação geral e segue na quinta colocação geral.

O EMPATE teve sabor de derrota porque o Bicho estava perto de confirmar sua reação na tabela depois de duas derrotas e um empate nas três primeiras rodadas. Sem tempo para lamentos até porque precisar agir nas seis rodadas seguintes. a delegação que chega de viagem nesta manhã já está com o pensamento voltado para o jogo do sábado, às 15 horas, contra o Mamoré, no Estádio José Maria Melo.

Substituto imediato

PARA A vaga de Santana, suspenso pelo cartão vermelho, o mais provável é que o volante Diogo Assunção seja improvisado na zaga. Ontem, ele mostrou que é mesmo o coringa do elenco. Atuou como lateral direito, pois Fayllon foi vetado por causa de dores no pé direito. Reserva imediato, Diogo já fez as funções de lateral esquerdo e zagueiro até aqui.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: