MCFC sente desfalques e só empata sem gols

TIME NÃO repete padrão de jogo e soma apenas um ponto no primeiro jogo em casa pelo Hexagonal Final do Módulo II

O MONTES Claros FC não conseguiu reabilitar-se no Módulo II e apenas empatou sem gols com o Social de Coronel Fabriciano no Estádio José Maria Melo, quarta à noite, no segundo jogo das duas equipes pelo Hexagonal Final. Combinado aos outros placares do dia, o resultado manteve o time na 5ª colocação, agora com um ponto. A chance da primeira vitória será mais uma vez em casa, contra o Democrata de Governador Valadares, neste sábado, às 16 horas.

PARA O técnico Didi Ferreira, o empate com o Social não foi de todo mal diante dos vários problemas que teve para montar o time de anteontem. Três atletas estavam suspensos e outros três vetados por contusão, sendo que dois deles não jogam mais neste campeonato por causa da gravidade das lesões.

"IMPROVISOS"

DIANTE DAS poucas opções no elenco, o time não conseguiu repetir o padrão tático dos outros jogos. “Improvisamos em três posições e ainda esbarramos em alguns problemas físicos que os atletas apresentaram no decorrer da partida”, analisou o treinador do MCFC.

PARA SE ter uma ideia do desdobramento de Didi à beira do campo, nada menos que três atletas diferentes fizeram a função de lateral esquerdo ao longo dos 90 minutos. O volante Pablo Lopes foi o titular improvisado, mas precisou ser substituído por contusão. Por causa disso, Rafael Bill e Diogo Brasília se revezaram na função nos minutos restantes.

AINDA SIM, o Bicho teve duas grandes chances de abrir o placar em chutes de fora da área com Diogo Brasília e Rafael Bill. Os jogadores reclamaram também da não marcação de dois pênaltis, um em cada tempo.

CARLOS OCTÁVIO, técnico do Social, reclamou de inversões do árbitro na marcação de faltas, mas se diz satisfeito com o empate. “Mesmo com tantos desfalques, o Montes Claros manteve a personalidade ao jogar em casa”.

TIMES

Montes Claros – Thiago; Fayllon (amarelo), Vinícius Almeida (amarelo), Santana e Pablo Lopes (Daniel); Diogo Assunção, Diogo Brasília, Rafael Bill (amarelo) (Emerson) e Rômulo; Vinícius e Rafael Filipe. Social – Alisson; Madson Júnior (Stephano), Rodrigão, Jonatan e Itamar; Madson Ribeiro (amarelo) (Edilson), Anderson Toto, Tairone e Caio; Luizinho (Vander) e Leone.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: