MC Vôlei dependerá de convite

PRÓXIMA SUPERLIGA - Não houve consenso entre os quatro piores para repescagem e CBV adianta que adotará critérios para convites

ESTÁ FORA de cogitação o “Torneio da Morte”, quadrangular que reuniria os quatro piores colocados da Superliga Nacional 2013/2014, inclusive o novo Montes Claros Vôlei. Após reunião na manhã de ontem, na sede da CBV, no Rio de Janeiro, a competição foi suspensa diante da falta de consenso entre os representantes dos clubes. Alguns deles já liberaram seus atletas.

MONTES CLAROS e Voltaço, 12º e 11º colocados, respectivamente, votaram a favor enquanto UFJF (9º) e Taubaté (10º) se mostraram contrários com o argumento de que essa disputa não estava prevista no regulamento. O time de Juiz de Fora, assim como o do interior paulista, entende ainda que as vagas possam ser definidas pela ordem final de classificação.

VALE RESSALTAR que o “Torneio da Morte” é uma espécie de repescagem na qual a CBV definiria em quadra duas vagas para a próxima edição da Superliga. A entidade quer a edição 2014/2015 com 12 participantes: os oito melhores deste ano, o campeão da Superliga B, um convidado e os dois melhores do “Torneio da Morte”.

LANTERNA GERAL, com apenas cinco vitórias e 19 pontos em 22 jogos, o MC Vôlei sempre se mostrou a favor diante da possibilidade de se manter na elite do vôlei nacional pelo critério técnico. Agora, por causa do impasse, é bem provável que a CBV suspenda a repescagem e defina três ao invés de uma as vagas por convite.

EM NOTA, ao final da tarde de ontem, a Confederação adiantou que adotará critérios técnicos e econômicos para qualquer que seja a quantidade de convidados.

LOGO APÓS a participação do time na atual Superliga, o presidente do MOC, Paulo Martins, disse que o trabalho continuaria para os próximos dois anos independente de o time disputar a repescagem, precisar de um convite ou mesmo ter de encarar a Superliga B – de acesso.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: