Folgado na ponta, Bicho pode poupar

COM NOVE jogos em apenas um mês, técnico pensa em poupar atletas que mais sentiram até aqui; pendurados preocupam

PARA A última rodada da 1ª fase do Campeonato Mineiro do Módulo II, domingo, contra o Araxá, fora de casa, é bem provável que o técnico Didi Ferreira faça valer os privilégios da melhor campanha. Como não há riscos de o Bicho perder a primeira colocação geral (vide matéria), já que o Bicho não pode mais ser alcançado na pontuação, ele pode poupar alguns titulares que nitidamente sentiram mais o desgaste pela sequência de nove jogos em apenas trinta dias.

UM DELES é o meia Rômulo, que em pelo menos duas partidas jogou no sacrifício com dores musculares e para dar conta do recado teve que ser poupado nos treinos com bola.

O LATERAL esquerdo Rafael Bill também pode ficar de fora. Na maioria dos jogos, teve que ser substituído ainda no intervalo por causa de problemas como câimbra e cansaço muscular.

Reações diferentes

“CADA ATLETA tem um tipo de reação, mas uma coisa é certa: o desgaste foi muito grande nesta primeira fase entre jogos e viagens. Nossa viagem mais perto foi de 420 KM, enquanto os outros times são de cidades bem próximas entre si”, analisou Didi.

O TÉCNICO tem que administrar ainda a questão dos cartões: reservas imediatos, o volante Diogo Assunção e o armador Peu chegam à última rodada da 1ª fase pendurados com dois amarelos. Conforme o regulamento, os cartões não vão “zerar” na virada da 1ª fase para o Hexagonal Final. 

ALÉM DISSO, o atacante Rafael Filipe recebeu o terceiro cartão e terá de cumprir a automática. Pela lógica, Índio será seu substituto.

NA CAMPANHA até aqui, 14 jogadores do Bicho receberam 26 cartões, todos amarelos. O resultado no Estádio Fausto Alvim também não terá efeito na classificação do Araxá. Independente do placar, o Ganso não será rebaixado. Mas a campanha é alvo de muita crítica. Foram apenas nove pontos em 27 possíveis, mesmo com uma das maiores folhas salariais do Módulo II – R$ 180 mil/mês.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: