Garotada do MCFC empata com o Araxá

EMPATE REBAIXA o Naça menos de 3 meses depois do título na Segundona; empate com lanterna elimina o Dragão

COM APENAS quatro titulares (Fayllon, Diogo Brasília, Léo Baiano e Rômulo), o Montes Claros Futebol Clube fechou a primeira fase do Módulo II com um empate sem gols, domingo à tarde, contra o Araxá, no Estádio Uberabão. O técnico Didi Ferreira optou em poupar os mais experientes e, ao mesmo tempo, dar oportunidade aos mais jovens do grupo, como Pedrinho, Daniel e Rodrigo, todos com 17 anos.

O TIME teve Gabriel; Rodrigo (Emerson), Vinícius Almeida, Diogo Assunção e Fayllon; Pablo (Pedrinho), Léo Baiano, Rômulo (Emerson) e Diogo Brasília; Índio e Daniel (Nando).

Melhor de todos

O RESULTADO não interferiu na condição do time de o melhor na classificação geral. Na comparação entre os 12 times da primeira fase do Módulo II, o Montes Claros tem a melhor campanha geral com 22 pontos, sete vitórias, um empate e duas derrotas. A defesa menos vazada também é a do Bicho, com 9 gols sofridos ao lado do Social e do Democrata/GV. Com 17 gols, o MCFC tem ainda o 2º melhor ataque. Fica atrás apenas do Mamoré (19).

América fora

NA OUTRA chave da primeira fase do Campeonato Mineiro do Módulo II, a surpresa ficou por conta da eliminação do América de Teófilo Otoni. O time começou a rodada na liderança e enfrentou o lanterna e já rebaixado Democrata de Sete Lagoas. Mesmo em casa, deixou a vaga escapar e apenas empatou com o Jacaré: 1 a 1.

O RESULTADO combinado com as vitórias do Tricordiano (2x1 Betim/Ipatinga) e Democrata de Valadares (1x0 Social) eliminou o Dragão. A Pantera ficou em primeiro lugar com 19 pontos. Social e Tricordiano ficaram com 17 (e cinco vitórias), mas o Saci garantiu a segunda colocação por causa do saldo de gols. O América fez 17 pontos e teve quatro vitórias.

Naça cai

O NACIONAL de Uberaba foi do “céu ao inferno” em menos de três meses. Campeão da 2ª Divisão Mineira do ano passado, o time fez a pior campanha da Chave B e foi rebaixado. Na rodada final, tinha que vencer a Patrocinense e apenas empatou em dois a dois. Parou os sete pontos ao lado do time de Patrocínio, mas pior saldo de gols (-4 contra -10).

NO OUTRO jogo da Chave B, o Mamoré aproveitou o mando de campo e o fato de o Uberlândia utilizar um time misto para golear: 6 a 1. O meia Wellington foi o destaque com três gols. A vitória lhe garantiu a segunda melhor campanha da Chave B.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: