Eleição da Liga Montes-clarense de Futebol tem quatro candidatos

MESMO EM crise, entidade registra recorde de concorrentes; no primeiro debate, apenas dois aparecem no estúdio do Canal 20

Candidatos à presidência da LMF: Cássio Dantas,
Ezequiel Freitas, Hélio Guedes e Zé Vicente
SURPRESA NO processo sucessório da Liga Montes-clarense de Futebol. Mesmo com a série de problemas de ordem financeira e de organização que a entidade enfrenta, há quatro chapas inscritas para concorrer à presidência do próximo quadriênio (2014/2017). O número é recorde. O prazo de registro de candidatura terminou na terça-feira (7).

A VOTAÇÃO acontecerá no próximo dia 17, às 20 horas, na sede da própria Liga, no Bairro Todos os Santos II. São mais de 40 clubes filiados à entidade, mas somente dez têm direito ao voto. Para participar da eleição, o estatuto considera as agremiações que disputaram a última competição oficial, no caso a Copa Amadora 2013, mas há entre os concorrentes que não concorde com a regra.

CANDIDATOS

POR ORDEM alfabética, os candidatos a presidente são: Cássio Dantas (professor de Educação Física), Ezequiel Cardoso de Freitas (professor de Educação Física), Hélio Guedes – o Helinho - (ex-jogador, dirigente do Mackenzie e farmacêutico) e José Vicente (então diretor de árbitros da LMF). A grande concorrência por poucos votos daria sinais de possíveis composições entre as candidaturas, mas ninguém se pronunciou a respeito.

NESTA SEGUNDA-feira, a TV Canal 20 promoveu o primeiro debate entre os candidatos à presidência da Liga. O programa Momento Esportivo foi gravado pela manhã e vai ao ar até a quarta-feira, às 12h30, 15h30 e 19h30. Dos quatro concorrentes, somente Cássio e Hélio compareceram. Os demais foram contactados desde a quinta-feira. José Vicente argumentou que, no momento, estava no trabalho e não poderia sair. Ezequiel, até o domingo, confirmou presença, mas na manhã de ontem não compareceu e nem atendeu ao telefone.

NA QUINTA-feira, dia 16, um dia antes do pleito, a TV Geraes também promoverá seu debate, ao meio-dia, com reprise às 22h30.

Debate organizado pelo programa Momento Esportivo aconteceu pela manhã no
Canal 20; assentos vazios comprovam a ausência de dois candidatos
ADIAMENTO

A VOTAÇÃO estava marcada para o dia 30 de dezembro, mas foi adiada pelo comando da Liga por causa de “problemas na documentação”, conforme palavras do próprio presidente Eliezer Moreira, o Liu. Aliás, seu mandato chegou a ser uma polêmica para esta eleição. A gestão terminou no último dia 31 e alguns dos candidatos questionaram como ele teria autonomia na condução do processo eleitoral sem estar mais à frente da LMF. Chegaram a temer até que o pleito fosse suspenso por causa disso. Cássio e Ezequiel, aliás, registraram suas chapas com base em boletins de ocorrência da Polícia Militar.

A LIGA, por sua vez, adianta que para evitar contratempos o processo eleitoral será conduzido pelo presidente do Tribunal de Justiça Desportiva da Liga, Danilo Cléber.

ELIEZER MOREIRA reconhece que sua gestão ficou marcada por muitos atropelos. “As pessoas estão acostumadas a brigar pelas coisas em causa própria. Foram poucos que não abandonaram o barco”, se defende. No entanto, o mandato ficou marcado por duas competições amadoras que não terminaram e pelas acusações do então vice-presidente Afonso Cordeiro sobre desvios de verba na entidade.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: