MC Vôlei perde no tie-break e fica mesmo em 3º no estadual

TIME VENCIA por dois a um e teve quatro chances de fechar o jogo, mas ficou na semifinal

MC Vôlei ficou no meio do caminho contra o Minas Tênis Clube
CHANCES NÃO faltaram. Foram nada menos que quatro oportunidades de fechar o jogo no quarto set, mas o novo Montes Claros Vôlei permitiu a reação do Vivo/Minas e acabou derrotado na primeira semifinal do Campeonato Mineiro, no Ginásio do Riacho, em Contagem.

NO JOGO da manhã de sábado, com quase duas horas de duração, o MOC, que disputa a competição como Sertão Minas/Pirapora, perdeu por três sets a dois, parciais de 21/19, 21/23, 21/14, 25/27 e 9/15. O time teve bons momentos na recepção e defesa, além dos ataques de meio de rede e saque. Nesse último quesito, Bob foi o destaque.

AINDA NO quarto set, o time chegou a estar vencendo por 20 a 18. Um saque que iria para fora foi defendido por Danilo, mas como a bola caiu na quadra do Montes Claros o ponto recolocou o Minas no jogo. No set derradeiro, fora nada menos que sete erros dos norte-mineiros, o que facilitou a vida dos minastenistas.

FOI TERCEIRO

NO MINEIRO, o Montes Claros/Pirapora realizou a terceira melhor campanha da fase classificatória, com jogos apenas num turno. Perdeu a estreia para a UFJF por 3 a 1 e depois se recuperou com um duplo 3 a 0 contra o Cruzeiro e Olympico. No fechamento da 1ª fase, foi superado pelo Minas por 3 a 0. Nesse confronto específico do estadual, o Cruzeiro utilizou o time infanto-juvenil contra os norte-mineiros, pois priorizou o elenco principal para a disputa do mundial interclubes.

Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

1 comentários:

Anônimo disse...

O nome do referido clube é Sociedade Esportiva Patrocinense... o CAP não existe mais como time profissional