Lateral Alonso anuncia fim da carreira para cuidar dos filhos

TRÊS MESES após drama familiar, jogador decide por aposentadoria aos 33 anos; planos passam por projeto social em Montes Claros para carentes

Viúvo há três meses, jogador anunciou a aposentadoria para cuidar dos filhos
UM DOS montes-clarenses com maior projeção no futebol nos últimos anos, o lateral esquerdo Alonso anuncia o fim da carreira aos 33 anos. Ainda novo para o futebol de hoje, a decisão acontece diante de um drama familiar. Há três meses, sua esposa faleceu aos 31 anos, vítima de um infarto fulminante quando estavam em Salvador/BA. E para cuidar dois filhos, um de cinco e outro de 1,5 meio, ele está abrindo mão do futebol.

A INFORMAÇÃO foi dada pelo próprio Alonso, durante participação no programa Momento Esportivo, da TV Canal 20 (Cabo), de Montes Claros, nessa quinta-feira. O ex-atleta adiantou ao apresentador Rubem Ribeiro que está preparando a mudança de Belo Horizonte para Montes Claros, onde residem seus pais.

Alonso em ação pelo Marítimo de Portugal, em 2012
NETO DO lendário Sabu, ícone do esporte local como multiatleta do futebol, natação, basquete e futsal e por ser pioneiro na Educação Física e no treinamento de jovens na iniciação esportiva, Alonso disputou o último Campeonato Mineiro pelo Tupi de Juiz de Fora e o Brasileiro da Série D pelo Villa Nova, mas foi no início de carreira que passou por dois dos principais clubes do Brasil: Cruzeiro e Fluminense. Nos três anos de Raposa (1998 a 2000), alternou a titularidade e a reserva de Juan Pablo Sorín. Esteve ainda no Criciúma e Paysandu até 2004 e depois foram oito temporadas seguidas em dois clubes de Portugal: Nacional da Ilha da Madeira e Marítimo. Por fim, voltou para Minas, onde defendeu o Tupi e o Villa.

“GOSTO MUITO do futebol, que me projetou como profissional e me fez realizar sonhos, mas neste momento são meus filhos precisam de mim”, resumiu o atleta. No entanto, o futebol faz parte dos planos nesta volta à origem: em um terreno próprio, nas imediações do BNB Clube, quer criar um projeto social voltado ao esporte para crianças e jovens em vulnerabilidade social. “É outro sonho”.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: