Funorte leva gol aos 45’ do 2º tempo e não muda de divisão

COMBINAÇÃO DOS outros dois jogos garantiria ao FEC o título e a vaga; diretoria não esconde abatimento

Jogo teve um excesso de faltas, mas o Funorte não soube
aproveitar uma de suas principais jogadas: a bola aérea
O DUPLO acesso dos times de Montes Claros ficou pelo caminho. Na Arena do Jacaré (Sete Lagoas), no sábado, o Funorte estava com a mão na vaga até os 44’ do segundo tempo com o 0 a 0. Acabou sofrendo o gol logo em seguida. O Nacional venceu e ficou com a vaga. Dalmo foi o herói do clube de Uberaba, que garantiu o combo: acesso + título.

COM 15 pontos, o FEC era líder e dependia apenas de um empate. O placar sem gols combinado à derrota do Portal para o Valério Doce e à vitória do Montes Claros sobre o Unitri (ambas por um a zero) já lhe servia até Dalmo fazer o gol salvador, após uma falha da zaga tricolor na tentativa de tirar uma bola do campo de defesa.

A COMBINAÇÃO mandou o Funorte para o terceiro lugar. Ao lado do Portal, era o único time que dependia das próprias forças e ambos “morreram” abraçados na terceira e quarta colocações, respectivamente.

O ABATIMENTO foi geral, até porque o Funorte, além de ter sido apontado como favorito pelo elenco que montou, havia conseguido se recuperar nesta reta final. Saiu da terceira para a primeira colocação com três vitórias em quatro jogos. Outro detalhe: no primeiro turno do Hexagonal Final, havia vencido o Nacional por 3 a 1, em pleno Uberabão.

“FALTOU MUITO pouco para confirmar o acesso. Não há como não se abater com isso e da forma como foi. O Nacional tem o mérito de alguma forma, mas desconcentramos enquanto ainda havia jogo”, pontuou o diretor executivo Cristiano Júnior. No entanto, ele vê uma luz no fim do túnel, diante da possibilidade de uma desistência entre os outros times confirmados no Módulo II. (foto: reprodução Chiquinho Correa)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: