Trio da comissão técnica do FEC também vai ser julgado

DENÚNCIA DO árbitro é por causa de ofensas do técnico Luiz Eduardo, auxiliar Charles e massagista Cadu

Nome do auxiliar Charlinho surge na
denúncia mesmo de fora da 1ª súmula
MAS NEM tudo será notícia boa para o Funorte na reunião de terça-feira do Tribunal de Justiça Desportiva da FMF. O clube teve praticamente toda a comissão técnica denunciada pelo árbitro Renato Cardoso Conceição pelos incidentes registrados ao final do jogo contra o Valério, em Montes Claros, pela terceira rodada do Hexagonal.

O TÉCNICO Luiz Eduardo Lima, o auxiliar Charles Pinheiro e o massagista Carlos Eduardo Silva (Cadu) foram denunciados no artigo 243-F do CBJD: “ofender alguém em sua honra, por fato relacionado diretamente ao desporto”. A pena pode ser multa em dinheiro e/ou suspensão de uma a seis partidas.

FUNORTE E Valério empataram em um a um. O gol do time de Itabira foi marcado aos 50 minutos do 2º tempo, num lance que gerou muita reclamação. Para os jogadores do Formigão, não houve a falta que originou o gol e nem a necessidade de cinco minutos de acréscimos.

APÓS O apito final, a comissão técnica se dirigiu ao centro do campo para reclamar do trio do de arbitragem. Renato Cardoso Conceição foi protegido pela Polícia Militar até a saída do Estádio José Maria Melo. Na súmula, ele “pesou na mão” e citou que foi xingado por Luiz Eduardo, Charles e Cadu. O detalhe é que a súmula no site da FMF aparece rasurada, porque ele havia citado primeiro o preparador físico Rodrigo Cruz, que sequer foi ao campo. Seu nome foi apagado e no lugar aparece o do Charles.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: