MCFC 1x0 Portal: para técnicos, jogo foi complicado

“O IMPORTANTE é que vencemos; 1 a 0 tem que ser comemorado como goleada”, diz PC Alencar

Paulo César Alencar volta a ressaltar equilíbrio entre os times da fase final
TANTO PAULO César Alencar, do lado do Montes Claros FC, como Gilson Batata, do Portal, classificaram a partida dessa sexta-feira como “muito complicada”. O técnico do Bicho deu méritos à eficiência da marcação do CAP, enquanto Gilson entendeu como falta de capricho no passe o fato de o time ter finalizado pouco.

“VIEMOS DECIDIDOS a marcar com força e até conseguimos dar conta do recado, mas o time poderia ter criado mais. Com um jogador a menos e perdendo o jogo ficou difícil equilibrar as coisas”, completou Batata. O comandante do CAP esperava fechar a segunda rodada com quatro pontos, mas tem apenas um, fruto do empate em casa com o Valério, na estreia.

“SOFREMOS UM gol aos 46’ do segundo tempo contra o Valério e agora perdemos pela diferença mínima e com um jogador a menos. Ou seja, a gente precisa minimizar os erros. Não tem nada perdido e há muita coisa pela frente, mas é preciso consertar uma coisa ali, outra aqui”, finalizou. Na quarta, o CAP fará o clássico local contra a Unitri, em Uberlândia.

FALA PC

AINDA UM pouco tenso pela vitória apertada, o técnico Paulo César Alencar deu o mérito do resultado ao conjunto que o Montes Claros tem. “Disse algumas vezes e repito: os times são bem parecidos nesta fase final. Em determinados momentos como hoje [sexta], a gente tem que comemorar o 1 a 0 como se fosse goleada”, disse à VENETA.

O TREINADOR ficou satisfeito com a qualidade nas finalizações, mas entende que o time poderia ter rendido mais nos lances de bola parada, uma das potencialidades na campanha do primeiro turno. “Claro que eles sabiam dessa nossa força, mas o mais importante é que vencemos”, completou PC. Na quarta, o MCFC vai a Uberaba enfrentar o Nacional, pela terceira rodada. (FOTO: Christiano Jilvan)
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: