Recent comments

Pirapora firma parceria e terá time no Mineiro Masculino

O NORTE de Minas terá uma equipe profissional no Campeonato Estadual de Vôlei, mas não será o Pequi Atômico ou uma nova equipe de Montes Claros. Trata-se do Imefesportes, de Pirapora, que vai para a quadra graças à parceria com a equipe do Agel/Monte Cristo/GO. O clube goiano será um dos participantes da Superliga Nacional 2013/2014 e firmou acordo para a disputa diante da alta competitividade do Campeonato Mineiro, o que não acontece no estado vizinho.

A INFORMAÇÃO é do supervisor Ivan Marconi, que trabalhou com o Monte Cristo na Superliga B, ano passado, e agora reside em Pirapora. Em entrevista ao jornalista Daniel Ottoni, do jornal O Tempo (BH), ele adiantou que a ida da equipe para Pirapora será temporária, mas está associada a projetos permanentes. Isso porque na cidade já há 10 escolinhas de vôlei para crianças e adolescentes.

“PIRAPORA É carente na área esportiva e tenho certeza que essa participação vai agregar muito para a cidade em muitos aspectos", disse Marconi. O suporte da prefeitura está justamente nas escolinhas de vôlei na rede municipal de ensino. "Queremos fazer disso algo duradouro, contando sempre com esse apoio da prefeitura, que é muito importante", mostra Marconi. 

O CAMPEONATO Mineiro terá, ainda, o Vivo/Minas, Sada/Cruzeiro, Olympico/MartMinas/Uptime, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e Mackssud/Oasis/Disfrut. Os seis times jogarão entre si em dois turnos e os quatro primeiros fazem as semifinais. Os vencedores fazem a final. No time do Pirapora/Monte Cristo estão, por exemplo, três jogadores que passaram pelo Montes Claros/Funadem: oposto Leozão, central Alberto e o ponteiro Everaldo.

Superliga também

A PARCERIA pode ir mais além caso o Monte Cristo opte em mandar alguns jogos da Superliga em Pirapora. Curiosamente, o clube goiano surgiu de um projeto social, que começou pequeno e foi ganhando corpo, até chegar onde chegou. 

"ISSO FOI há cinco anos, na periferia da cidade. Atendíamos 50 crianças carentes e conseguimos montar uma equipe universitária, que começou a ganhar títulos e obter reconhecimento. Montamos um projeto no Estado que já começou a ganhar visibilidade em outros lugares do Brasil", orgulha-se Marconi.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.