Ciclismo faz da frustração a solidariedade

APÓS CANCELAMENTO do GP de Ciclismo, organização repassa quase 400 litros de suco e leite para entidades sociais de Montes Claros

EMBORA TENHA sido um trauma sem precedentes, já que a prova perdeu a classificação internacional conquistada ao longo de sete anos, o cancelamento do VIII Grande Prêmio Cidade de Montes de Ciclismo, que aconteceria no dia sete de julho, teve um lado positivo. Os sucos e leite doados por um dos patrocinadores oficiais foram repassados para diversas entidades do município que trabalham na assistência de crianças, idosos e pessoas em tratamento de saúde.

Doação entregue à diretoria e voluntários da Casa Santa Bernadete
ORGANIZADORES DO GP de Ciclismo, Alayde Neves e Juan Manuel Fariña, da Bicimax, fizeram um contato com a empresa Cemil para que fosse autorizado o repasse dos alimentos, o que aconteceu sem qualquer restrição. A empresa com sede em Patos de Minas doou 360 litros de suco e leite para hidratação e premiação dos competidores, fiscais e apoio.

“PARA O BEM”

“NADA MAIS justo do que transformar uma frustração em algo positivo; para o bem. Estamos gratos à Cemil por compreender esta ação voluntária em nome do ciclismo de Montes Claros”, disse Alayde.

AS CAIXAS de leite e sucos foram repassados para oito entidades: Orfanato Nossa Senhora do Perpétuo Socorro; projeto Anjos do Futuro, Casa Santa Bernadete, Fundação Sara e Projeto Presente (todos de apoio às pessoas em tratamento do câncer); Lar das Velhinhas, Asilo São Vicente de Paulo e Casa da Juventude São Luiz Gonzaga/Padre Henrique.

SOBRE O futuro da prova, por causa da suspensão neste ano dois dias antes da largada, o GP corre o risco de perder toda a pontuação conquistada, segundo prévia dada pela Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). Sendo assim, passaria a ter um caráter regional, a não ser que consiga uma considerável premiação em dinheiro, o que justamente foi o calcanhar de Aquiles na edição deste ano.
Compartilhar no Google Plus

Christiano Jilvan

Jornalista com quase 20 anos de profissão. Foi repórter e subeditor do Jornal de Notícias por mais de uma década, além de freelancer para os jornais O Globo, Folha de S. Paulo, Estadão, Estado de Minas e O Tempo. Colaborador para as TVs Geraes, Canal 20 e InterTV e Rádios Terra AM e Transamérica FM.

0 comentários: